Partilhar

O Adeus ao Império: 40 Anos de descolonização portuguesa

Mário Machaqueiro, Pedro Aires Oliveira, Fernando Rosas

Sujeito a confirmação por parte da editora


Desconto: 10%
19,08 € 21,20 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Quarenta anos volvidos sobre processos e acontecimentos que tiveram um impacto estruturante, quer no Portugal democrático, quer nas nações que dele emergiram, e que pelo caminho cruzaram muitas esperanças com não poucos traumas, é tempo de fazer não apenas um balanço crítico, mas, sobretudo, de contribuir para aumentar a compreensão do fenómeno complexo que foi a descolonização portuguesa. É este o desafio que o presente volume tenta concretizar: oferecer ao público um conjunto de ensaios que permita situar o problema da descolonização de forma menos emotiva, dando ao mesmo tempo conta dos avanços que a investigação histórica tem produzido. Com este propósito, o livro procura abranger, de forma transversal, os vários temas que uma análise da descolonização portuguesa tem, forçosamente, de abordar: a génese e a evolução das diversas organizações anticoloniais, bem como a emergência de um sentimento anticolonial no seio da oposição portuguesa ao regime de Salazar; a situação militar nos diferentes cenários do conflito colonial em vésperas do 25 de Abril de 1974; o impacto decisivo das transformações internas na metrópole portuguesa, em 1974-75, sobre o processo de descolonização; o contexto internacional e a sua influência nesse mesmo processo; as formas variadas como este se desenrolou nos diferentes territórios do império português; o fenómeno da deslocação maciça dos ex-colonos para Portugal; as estratégias de construção da memória da descolonização no imaginário português.

Ler mais

Autor(es)

Mário Machaqueiro

Ler mais

Pedro Aires Oliveira

Ler mais

Fernando Rosas

Historiador português, nasceu em 1946, em Lisboa, tendo-se doutorado em História Económica e Social Contemporânea pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É, desde 1996, professor agregado de História Portuguesa Contemporânea na mesma universidade.
Oriundo de uma família de tradições republicanas, ele próprio um cidadão publicamente empenhado na defesa de ideias de justiça e igualdade social, o seu interesse enquanto investigador voltou-se para a História do Estado Novo. É hoje unanimemente considerado um dos maiores especialistas portugueses neste período histórico, sendo consultor da Fundação Mário Soares e de várias estações de televisão e rádio. É ainda director da revista História e presidente do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena várias iniciativas científicas no âmbito da cooperação deste instituto com diversas instituições.
De salientar na sua vasta produção: "As Primeiras Eleições Legislativas sob o Estado Novo", "O Salazarismo e a Aliança Luso-Britânica", "Salazar e o Salazarismo" e "Armindo Monteiro e Oliveira Salazar - correspondência política, 1926-1955".

Ler mais