Partilhar

Desconto: 10%
11,20 € 12,46 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A Vida com Propósito não é para os espertos, os instruídos ou os autoconfiantes, mas sim para os puros, os virtuosos e os sábios.

Os primeiros alcançam o seu sucesso particular na vida, mas só os últimos alcançam o Grande Sucesso, um êxito tão invencível e completo que até uma aparente derrota brilha com vitória adicional.

É uma verdade pouco compreendida, ainda que simples e profunda, que o homem que não consegue controlar-se sob a mais severa pressão externa é incapaz de guiar os outros ou de controlar os acontecimentos.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para cada propósito debaixo do céu.

Cada ser vive no seu próprio mundo mental. As suas alegrias e os seus sofrimentos são criações da sua própria mente e dependem da mente para a sua existência. No meio do mundo, ensombrado por muitos pecados e sofrimentos, em que a maioria vive, reside um outro mundo, iluminado por virtudes resplandecentes e pura alegria, onde vivem os perfeitos.

Este mundo pode ser encontrado e penetrado, e o caminho é através do autocontrolo e da excelência moral. É o mundo da vida perfeita e pertence por direito ao homem, que não está completo até ter sido coroado pela perfeição. A vida perfeita não é a coisa longínqua e impossível que os homens que andam nas trevas imaginam que ela é; é sumamente possível, e muito próxima e real. Descubra como experienciá-la ao ler este livro.

Ler mais

Autor

James Allen

James Allen foi escritor, filósofo e poeta.

Escreveu sobre temas complexos como a fé, o destino, o amor, a paciência e a espiritualidade, mas teve o raro dom de conseguir expô-los de forma tão clara e simples, que qualquer pessoa os pode compreender. Nasceu em 1864, em Leicester, Inglaterra, de onde partiuaos 15 anos, com toda a família, rumo aos Estados Unidos. Contudo, dois dias depois de chegarem ao novo continente, o seu pai faleceu, o que obrigou a família a reorganizar-se.A morte do pai levou James Allen a abandonar a escola e a começar a trabalhar para ajudar a sustentar a família. Apesar de trabalhar durante muitas horas, Allen continuou a estudar e a ler sobre os temas mais diversos. Entre os seus autores preferidos, incluíam-se Shakespeare, Milton, Emerson, Buda, Jesus, Whitman e Lao-Tsé. Todas as manhãs, andava pelas montanhas à volta da sua casa e aproveitava para refletir e meditar sobre os assuntos que lhe ocupavam a mente. Depois, regressava a casa e escrevia até à hora de almoço. À tarde, estava com a família, tratava da quinta, fazia jardinagem e jogava croquet com os amigos. Faleceu em 1912, mas a obra que deixou fica para a posteridade.

Ler mais