Partilhar

Tu És Aquilo Que Pensas

James Allen

Em Stock



Desconto: 10%
9,99 € 11,10 €

Detalhes do Produto

Sinopse

E se tudo aquilo que nos acontece depender, sobretudo, dos nossos pensamentos?

Era nisso em que acreditava James Allen quando escreveu As a Man Thinketh, que chega agora com nova tradução. Neste pequeno e poderoso livro, repleto de ideias e exemplos, irás ver que o sucesso e a felicidade estão ao teu alcance, através de uma simples ferramenta: domina os teus pensamentos e dominarás o teu destino. Escrita há mais de 100 anos – muito antes de outras referências que defendem o mesmo princípio –, esta é uma das obras de auto-ajuda mais lidas de sempre e um guia para líderes, coaches e mestres mundiais do desenvolvimento pessoal. Através dele, e ao longo de décadas, inúmeras pessoas mudaram a sua forma de estar e tornaram-se mais felizes e bem-sucedidas, ajudando, ao mesmo tempo, a transformar o mundo num lugar melhor. "Sonha em grande – aquilo com que sonhares será aquilo em que te irás tornar."

Ler mais

Autor

James Allen

James Allen foi escritor, filósofo e poeta.

Escreveu sobre temas complexos como a fé, o destino, o amor, a paciência e a espiritualidade, mas teve o raro dom de conseguir expô-los de forma tão clara e simples, que qualquer pessoa os pode compreender. Nasceu em 1864, em Leicester, Inglaterra, de onde partiuaos 15 anos, com toda a família, rumo aos Estados Unidos. Contudo, dois dias depois de chegarem ao novo continente, o seu pai faleceu, o que obrigou a família a reorganizar-se.A morte do pai levou James Allen a abandonar a escola e a começar a trabalhar para ajudar a sustentar a família. Apesar de trabalhar durante muitas horas, Allen continuou a estudar e a ler sobre os temas mais diversos. Entre os seus autores preferidos, incluíam-se Shakespeare, Milton, Emerson, Buda, Jesus, Whitman e Lao-Tsé. Todas as manhãs, andava pelas montanhas à volta da sua casa e aproveitava para refletir e meditar sobre os assuntos que lhe ocupavam a mente. Depois, regressava a casa e escrevia até à hora de almoço. À tarde, estava com a família, tratava da quinta, fazia jardinagem e jogava croquet com os amigos. Faleceu em 1912, mas a obra que deixou fica para a posteridade.

Ler mais