Partilhar

Africanos dos PALOP no Distrito de Braga: condições objetivas de vida, identidades e relações interétnicas

Vera Duarte (col.), Sónia Silva (col.), Elsa Moreira (col.), Justino Tati (col.), Manuel Carlos Silva

3 dias



Desconto: 10%
10,80 € 12,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

As relações entre maiorias autóctones e minorias étnicas-imigrantes lançam importantes desafios à democracia e exigem uma nova gestão política, uma vez que determinadas situações históricas e atuais têm demonstrado que a identidade étnica não traduz uma realidade imutável, antes é relacional e tem constituído, na esteira da tese weberiana, uma fonte de clivagem social tão ou mais importante que a identidade de classe. As posições de relativa desvantagem social e económica em que se encontra(va)m membros de minorias étnicas e imigrantes, agravadas pelas definições e categorizações externas por parte dos membros da alegada maioria, comportam tensões e encerram contradições que refletem as da própria comunidade ou sociedade autóctone.

Ler mais

Autor(es)

Manuel Carlos Silva

Manuel Carlos Silva – Doutorado pela Universidade de Amesterdão em Ciências Sociais e Políticas. Professor catedrático e Diretor do Centro de Investigação em Ciências Sociais (CICS) na Universidade do Minho (2002 - 2014). Distinguido com o Prémio Sedas Nunes pela obra "Resistir e Adaptar-se" (1998, Afrontamento) sobre o campesinato, tem publicado sobre o rural-urbano, desenvolvimento e desigualdades sociais (de classe, étnicas e género). (Co)organizador de Congressos nacionais e internacionais, foi Presidente da Associação Portuguesa de Sociologia (2010-2012).

Ler mais

Vera Duarte

Vera Valentina Benrós de Melo Duarte Lobo de Pina, mais conhecida por Vera Duarte, nasceu no Mindelo em 1952 e integra o grupo de escritores cabo-verdianos com maior ressonância internacional. A sua escrita tem sido reconhecida por críticos de renome, estudada em várias universidades e distinguidas com alguns prémios internacionais, de entre eles o Prémio Tchicaya U Tam’si de Poesia Africana.

A sua vida literária está enraizada ao seu ativismo literário-cultural, iniciado em tertúlias enquanto estudante de Direito em Portugal e em participações no jornal Voz di Povo e na Revista Raízes, em Cabo Verde.

Vera Duarte estreou-se como autora em 1993, com o livro de poesia Amanhã Amadrugada, seguindo-se O arquipélago da paixão (2001), Preces e súplicas ou os cânticos da desesperança (2005), Exercícios poéticos (2010), A candidata (2003), Construindo a utopia (2007), Matriarca: Uma história de Mestiçagens (2017), e Risos e Lágrimas (2018). Em 2019, publica pela Rosa de Porcelana Editora a sua antologia poética A Reinvenção do Mar.


Ler mais

Sónia Silva

Ler mais

Elsa Moreira

Ler mais

Justino Tati

Ler mais