Partilhar

A Modernidade: Um Projecto Inacabado

Jürgen Habermas

Em Stock


Desconto: 10%
10,49 € 11,66 €

Detalhes do Produto

Sinopse

O presente texto, decorrente do discurso que Jürgen Habermas proferiu em Setembro de 1980, na cidade de Francoforte, quando foi galardoado com o Prémio Theodor W. Adorno, é de uma importância fundamental porquanto, para além de ser um texto lapidar, foi ins-pirador de uma das suas principais e mais relevantes obras: O Discurso Filosófico da Modernidade. A sintonia de pensamento que nalguns aspectos o aproxima de Adorno, é por muitos encarada como um tributo à teo- ria crítica deste filósofo. Com efeito, a afirmação de Habermas de que as promessas da era do iluminismo ainda estão por cumprir, albergando um potencial no sentido de melhorar a condição humana apesar das patologias da modernidade, vai ao encontro da teoria negativa de Adorno. Num conceito partilhado, a moderni-dade não pode ser reduzida a uma lógica binária basea-da na coincidência e na totalização, manifestando-se antes através de uma ambivalência não-linear entre o universal e o particular. O que suscita a Habermas duas questões fulcrais: Será a Modernidade tão passé como afirmam os pós-modernos? Ou será a tão proclamada Pós-Modernidade, pelo seu lado, simplesmente phony?

Ler mais

Autor

Jürgen Habermas

JÜRGEN HABERMAS nasceu em Düsseldorf em 1929. Estudou Filosofia, História e Psicologia nas universidades de Göttingen, de Zurique e de Bona, tendo-se doutorado em Filosofia (1954) com uma tese sobre Schelling. Foi professor de Filosofia na Universidade de Heidelberg e ensinou Filosofia e Sociologia em Frankfurt. De 1971 a 1983 esteve no Instituto Max-Planck, como Diretor. Em 1983 retomou o seu cargo de professor na Universidade de Frankfurt, assumindo a cátedra de Horkheimer de Filosofia e Sociologia. Habermas é um dos maiores pensadores europeus das últimas décadas e a sua produção intelectual versa temas tão diversos como a sociologia, o discurso e a ação comunicativa, a ética do discurso, a teoria política e a crítica da razão, temas a que dedicou vários textos. Em 2012 Habermas foi distinguido com o prémio Heinrich Heine considerada a maior distinção literária atribuída na Alemanha a personalidades que, através de seu trabalho contribuam para, no espírito do pensamento de Heinrich Heine com ênfase nos direitos fundamentais do homem, o progresso social e político e a mútua compreensão dos povos.

Ler mais