Partilhar

Pensamento Pós-Metafísico

Coleção STVDIVM

Jürgen Habermas

Disponibilidade Imediata

Desconto: 20%
15,92 € 19,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Tradução de: Lumir Nahodil

“Jurgen Habermas é um dos autores alemães mais conhecidos e mais produtivos no âmbito da Filosofia e das Ciências Sociais. Para além de uma carreira académica brilhante cultivou desde muito cedo as virtudes da civilidade através de intervenções públicas em que procurava aliar a análise de conteúdos filosóficos com a reflexão crítica sobre a praxis política. […] No conjunto de ensaios reunidos neste volume, Habermas pretende apresentar-se como um defensor claro do pluralismo e da diferença apesar do papel nuclear que o consenso desempenha na sua construção teórica. Mantém, no entanto, a pretensão de conseguir reabilitar a procura tradicional da unidade da razão no quadro da sua pragmática formal. Apesar do tom polémico de alguns deles, o leitor encontrará neste volume matéria abundante para um diálogo fecundo com Habermas em torno de questões fulcrais.”

António Manuel Martins

PREFÁCIO

O presente volume contém ensaios filosóficos escritos nos últimos dois anos, alinhados por ordem cronológica. No entanto, mesmo nesta sequência fortuita, não deixa de transparecer a sua concatenação objectiva.
Os primeiros três artigos reagem às recentes tentativas de um regresso a formas metafísicas. Defendem um conceito céptico, mas não derrotista, de razão. Os ensaios que se debruçam sobre a viragem pragmática na análise linguística seguem por outros caminhos. Desenvolvem o conceito de razão comunicativa no contexto das teorias contemporâneas do significado e da acção; tal resultou em algumas sobreposições que acabei por não eliminar, apesar das redundâncias. O mesmo tema é abordado pelo sétimo artigo, mas de um ponto de vista mais distanciado, nomeadamente debatendo-se com as variantes contextualistas de uma crítica da razão que hoje predomina. Nos últimos dois artigos, dois fios desta trama argumentacional são retomados e levados por diante: por um lado, trata-se do problema da inefabilidade do individual; por outro, da questão de saber porque os textos filosóficos, não obstante o seu carácter essencialmente retórico, não surgem como literatura.

Frankfurt, Fevereiro de 1988.

ÍNDICE

Nota de Apresentação
Prefácio

I. Retorno à metafísica?

1. O horizonte da Modernidade desloca-se
2. A metafísica após Kant
3. Temas do pensamento pós-metafísico

II. A viragem pragmática

4. Acções, actos de fala, interacções mediadas pela linguagem e mundo da vida
5. Para a crítica da teoria do significado
6. Anotações sobre John Searle: Meaning, Communication and Representation

III. Entre a metafísica e a crítica da razão

7. A unidade da razão na pluralidade das suas vozes
8. Individuação pela socialização. Sobre a teoria da subjectividade de George Herbert Mead
9. Filosofia e Ciência como literatura?

Anexo

10. Retorno à metafísica? - Uma recensão global

Ler mais

Autor

Jürgen Habermas

JÜRGEN HABERMAS nasceu em Düsseldorf em 1929. Estudou Filosofia, História e Psicologia nas universidades de Göttingen, de Zurique e de Bona, tendo-se doutorado em Filosofia (1954) com uma tese sobre Schelling. Foi professor de Filosofia na Universidade de Heidelberg e ensinou Filosofia e Sociologia em Frankfurt. De 1971 a 1983 esteve no Instituto Max-Planck, como Diretor. Em 1983 retomou o seu cargo de professor na Universidade de Frankfurt, assumindo a cátedra de Horkheimer de Filosofia e Sociologia. Habermas é um dos maiores pensadores europeus das últimas décadas e a sua produção intelectual versa temas tão diversos como a sociologia, o discurso e a ação comunicativa, a ética do discurso, a teoria política e a crítica da razão, temas a que dedicou vários textos. Em 2012 Habermas foi distinguido com o prémio Heinrich Heine considerada a maior distinção literária atribuída na Alemanha a personalidades que, através de seu trabalho contribuam para, no espírito do pensamento de Heinrich Heine com ênfase nos direitos fundamentais do homem, o progresso social e político e a mútua compreensão dos povos.

Ler mais