Partilhar

Desconto: 10%
27,00 € 30,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

“Tosca e rude poesia,
meus versos plebeus
são corações fechados,
trágico peso de palavras
como um descer da noite
aos descampados.”

Trabalho Poético reúne toda a obra poética do autor: Turismo, Mãe Pobre, Colheita Perdida, Descida aos Infernos, Terra de Harmonia, Ave Solar, Cantata, Sobre o Lado Esquerdo, Micropaisagem, Entre Duas Memórias e Pastoral.
Inicialmente como um fado, Carlos de Oliveira canta baixinho a melancolia, a tristeza, mas também a ternura, a sabedoria, o espanto perante a vida.
Nos poemas mais tardios do Trabalho Poético denota-se a geografia nas palavras, descrições acuradas, belas sinfonias de palavras que rolam nas dunas para desembocar na espuma do mar, que tudo traz e tudo leva.
Aqui perdem-se de vista as dunas, o mar, o sal, sente-se o orvalho cair de mansinho, mas gelar o corpo, até o cortar.

Ler mais

Autor

Carlos de Oliveira

Carlos de Oliveira nasceu em 1921, em Belém do Pará, filho de pais portugueses emigrados no Brasil. Tinha apenas dois anos quando a família regressou a Portugal. Na cidade que o acolheu, Coimbra, participou no grupo do Novo Cancioneiro, na génese do movimento Neorrealista, de que viria a ser uma das maiores vozes. Colaborou nas revistas Altitude e Seara Nova, e dirigiu durante algum tempo a revista Vértice. Começou a destacar-se com os seus livros de poesia – Mãe Pobre (1945), Micropaisagem (1968), Pastoral (1977), entre outros. O seu trabalho distingue-se pela constante depuração da escrita e pelo questionamento do gesto autoral, levando-o a corrigir e reescrever quase todos os seus trabalhos até ao final da vida: são disso exemplo os seus romances Casa na Duna (1943), Pequenos Burgueses (1948), Uma Abelha na Chuva (1953) ou Finisterra (1978). Faleceu em Lisboa a 1 de julho de 1981.

Ler mais