Partilhar

Desconto: 10%
15,30 € 17,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Inserida na reedição, pela Assírio & Alvim, das obras completas de Carlos de Oliveira (1921-1981), O Aprendiz de Feiticeiro é uma colectânea de crónicas e artigos. Alguns destes textos, publicados em jornais e revistas, foram muito remodelados pelo autor. Esta é a versão definitiva, que substitui, para todos os efeitos, a primeira.
Tal como nos outros volumes de Carlos de Oliveira publicados pela Assírio & Alvim, reproduzimos na capa um desenho inédito do autor.

"O ICEBERG

1) Carta a uma estudante de literatura que me pede dados biográficos:

Pensando bem não tenho biografia. Melhor, todo o escritor português marginalizado sofre biograficamente do que posso denominar complexo do iceberg: um terço visível, dois terços debaixo de água. A parte submersa pelas circunstâncias que nos impediram de exprimir o que pensamos, de participar na vida pública, é um peso (quase morto) que dia a dia nos puxa para o fundo. Entretanto a linha de flutuação vai subindo e a parte que se vê diminui proporcionalmente.
[?]"

Ler mais

Autor

Carlos de Oliveira

Carlos de Oliveira nasceu em 1921, em Belém do Pará, filho de pais portugueses emigrados no Brasil. Tinha apenas dois anos quando a família regressou a Portugal. Na cidade que o acolheu, Coimbra, participou no grupo do Novo Cancioneiro, na génese do movimento Neorrealista, de que viria a ser uma das maiores vozes. Colaborou nas revistas Altitude e Seara Nova, e dirigiu durante algum tempo a revista Vértice. Começou a destacar-se com os seus livros de poesia – Mãe Pobre (1945), Micropaisagem (1968), Pastoral (1977), entre outros. O seu trabalho distingue-se pela constante depuração da escrita e pelo questionamento do gesto autoral, levando-o a corrigir e reescrever quase todos os seus trabalhos até ao final da vida: são disso exemplo os seus romances Casa na Duna (1943), Pequenos Burgueses (1948), Uma Abelha na Chuva (1953) ou Finisterra (1978). Faleceu em Lisboa a 1 de julho de 1981.

Ler mais