Partilhar

+5% em Cartão Almedina
Desconto: 20%
15,12 € 18,90 €

Sinopse

Esta obra assume a existência de dois tipos de nacionalismo: o centrífugo, que pretende distanciar-se da ordem instituída (o Estado em que se encontra inserido, em que predomina outra identidade nacional); e o centrípeto, que pretende manter essa mesma ordem.
Para ilustrar a nossa tese, assumindo que os conflitos são travados entre nacionalismos que recorrem aos instrumentos políticos que têm ao seu alcance, através do estudo da realidade espanhola no atual período democrático, e recorrendo à comparação entre o País Basco e a Catalunha, procuramos identificar as consequências da presença e da ausência de violência neste tipo de conflitos. O nosso objetivo é, sobretudo, contribuir para a reflexão em torno do Estado-nação contemporâneo e encontrar alternativas às frequentes associações entre nacionalismo e autodeterminação e/ou nacionalismo e violência.

Ler mais

Autor

Filipe Vasconcelos Romão

Doutorado em Política Internacional e Resolução de Conflitos e investigador (pós-doutoramento) na área dos recursos energéticos e das relações entre a União Europeia e o Mercosul. Tem um diploma de Estudos Avançados em Política Internacional e Resolução de Conflitos e licenciou-se em Relações Internacionais pela Universidade de Coimbra (2005). Exerceu as funções de investigador na Universidade de Deusto (Bilbau, Espanha), onde desenvolveu parte da tese de doutoramento. Foi responsável pela componente prática das cadeiras de Ciência Política e de Direitos Humanos na Universidade de Coimbra (ano letivo 2010/2011). Tem participado em vários congressos nacionais e internacionais na área da Ciência Política. Colabora com o Instituto da Democracia Portuguesa, com o CEIRI e com alguns órgãos de comunicação social portugueses. Entre 2007/2008 criou as disciplinas de Relações Internacionais e de Perspectivas Políticas Contemporâneas na Universidade Internacional para a Terceira Idade (Lisboa).

Ler mais