Partilhar

Luís de Camões - A Global Poet for Today

Luís Vaz de Camões

Em Stock



Desconto: 10%
16,93 € 18,80 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A peregrinação existencial que marca a poesia de Camões é uma busca por algo tão revolucionariamente moderno como a felicidade na terra. O seu grandioso poema épico, Os Lusíadas, centrado na viagem pioneira de Vasco da Gama ao Oriente, que abriu as portas do Humanismo Renascentista ao mundo, é tanto a celebração de uma nação (Portugal) como a representação autobiográfica da sua própria vida. C. M. Bowra, considera-o “o épico do humanismo” e Schlegel “o exemplo supremo da poesia épica”. Mas a poesia lírica de Camões não é menos impressionante. Esta edição bilingue, organizada por dois dos mais destacados estudiosos do autor, oferece uma ampla seleção da Lírica e da Épica, traduzida sem condicionamentos de rima e métrica. A poesia de Camões ajuda-nos a entender o tempo em que viveu, mas também o nosso próprio tempo.

The existential pilgrimage recorded in Camões’ poetry is a search for something as revolutionarily modern as the pursuit of happiness on earth. His majestic epic poem, The Lusiads, centred on the pioneering voyage of Vasco da Gama to the East, which opened the doors of Renaissance Humanism to the world, is as much the celebration of a nation (Portugal) as an auto-biographical representation of his own life. C. M. Bowra, characterizes it “the epic of Humanism” and Schlegel “the supreme example of epic poetry”. But Camões’ lyric poetry is no less impressive. This bilingual edition, organized by two of the author’s most prominent scholars, provides an ample selection of the lyric and the epic, avoiding constrictions of rhyme and metre. Camões’ poetry helps us to understand the time in which he lived but also our own time.


Ler mais

Autor

Luís Vaz de Camões

Luiz Vaz de Camões (c. 1524 - 1679 ou 1580) é o poeta nacional português por excelência e um dos grandes nomes da literatura europeia do Renascimento. Pouco ou nada se sabe sobre a sua família, infância e juventude. Terá sido educado nas formas de cultura clássicas e também na literatura moderna, o que se depreende da sua posterior produção literária. Soldado, aventureiro, mulherengo apaixonado, Camões esteve em África e no Oriente português. Envolveu-se em polémicas e com mulheres casadas, esteve preso por diversas vezes e produziu uma das mais importantes obras literárias no quadro da literatura europeia da época. «Os Lusíadas» é uma das obras mais traduzidas da literatura portuguesa e reconhecida como uma das mais poderosas e brilhantes epopeias da literatura do renascimento europeu. A sua lírica e teatro são igualmente notáveis e invulgares, e as cartas um testemunho histórico valiosíssimo. *** Considerada a mais importante camonista viva, Maria Vitalina Leal de Matos foi professora da Faculdade de Letras de Lisboa, onde leccionou várias cadeiras de Literatura Portuguesa, com que está relacionada a sua produção ensaística. Vive em Lisboa, e durante alguns anos habitou em Paris e em Áquila (Itália). Em 2009, publicou dois livros de poesia, Incandescências e Uma pequena voz (Ed. Colibri), e um guião para um espectáculo, A Paixão segundo Fernando Pessoa (na mesma editora). Estreou-se no romance em 2010, com Camões, Este meu duro génio de vingança (Arcádia, Babel). Em 2013 publicou o livro de prosas poéticas Prosas Desfocadas (4Águas Editora). Continua a escrever ensaio, poesia e romance. O livro Secretário. Memórias, saiu pela BookBuilders, em 2016. Sobre Camões, a sua bibliografia é extensíssima e espalha-se por largas dezenas de artigos, ensaios, volumes colectivos, edições críticas, comentadas, e obras individuais.

Ler mais