Partilhar

Dicionário de Fernando Pessoa

Fernando Cabral Martins

Em Stock



Desconto: 10%
53,91 € 59,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Este dicionário tem Fernando Pessoa como centro, e pretende reunir a soma dos conhecimentos actuais sobre a sua obra e sobre o Modernismo de que é nome maior. Um conjunto de oito dezenas de especialistas consagra mais de seis centenas de artigos de síntese aos principais nomes, títulos, imagens e temas que se relacionam com Fernando Pessoa. Tentando dar conta da complexidade dos problemas críticos colocados pela sua vasta produção em poesia, ficção, teatro, filosofia e teoria, estudando a sua relação com grandes nomes da literatura universal e partindo de ângulos tão diversos como o político, o científico, o retórico ou o esotérico, propõe-se uma visão ampla e contextualizada do mais importante poeta português do século XX.


Ler mais

Autor

Fernando Cabral Martins

Fernando Cabral Martins é Professor na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, onde ensina Literatura e Cultura Portuguesa. Preparou diversas edições anotadas e comentadas de Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, Almada Negreiros, Alexandre O’Neill e Luiza Neto Jorge. Coordenou um Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português, em 2008. Publicou em 1990 uma antologia dos poetas simbolistas, e livros ensaísticos sobre Cesário Verde (1988), Mário de Sá-Carneiro (1994), Julio (2005), Fernando Pessoa (2014) e Mário Cesariny (2016), para além de O Trabalho das Imagens, em 2000. Co-traduziu a poesia de Boris Vian (1997) e uma antologia dos trovadores provençais (2014). Co-organiza duas coleções de antologias, uma de Fernando Pessoa, Pessoa Breve, de que têm saído volumes todos os anos desde 2013, outra de Almada Negreiros, Almada Breve, desde 2016. João de Azevedo nasceu na Figueira de Foz em Fevereiro de 1950, estudou em Bruxelas, viveu em Itália, Moçambique, Níger, Timor-Leste e Holanda – 40 anos fora de casa, trabalhando em programas de cooperação internacional. Foi pintor muito activo em Itália (antes de 1974) e depois de regressar a Portugal, em 2001. Realizou exposições em Itália, França, Moçambique e Portugal. Tem trabalhado os mitos do crocodilo de Timor-Leste, os refugiados que atravessam o Mediterrâneo e o Ícaro, cujo ciclo iniciou com a capa do disco Com as Minhas Tamanquinhas de Zeca Afonso, em 1976. Actualmente vive e trabalha em Portugal. Parte dos seus trabalhos podem ser vistos no seu blog: joaodeazevedopaintings.blogspot.com


Ler mais