Partilhar

Desconto: 65%
8,36 € 23,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Cada vez mais os doentes que tratamos se apresentam com maior complexidade. A complexidade diz respeito não só a uma população cada vez mais idosa e logo com maior prevalência de doenças associadas (co-morbilidades), como a procedimentos médicos e cirúrgicos cada vez mais ousados e recorrendo a tecnologias mais complexas. As expectativas em torno dos resultados, nomeadamente os cirúrgicos, é enorme e estes têm sido mesmo alvo de grande escrutínio público. Parece-nos assim oportuno este livro, onde se procura explicar que a complexidade é constante e o risco clínico (possibilidade de ocorrência de danos durante o processo de tratar) é variável, mesmo algo incerto, dependendo sobretudo da performance dos agentes de Saúde - pessoas e organizações, que prestam os cuidados. O tema deste livro é, dominantemente, a performance em cirurgia e as suas múltiplas condicionantes.
Após uma curta introdução sobre o conceito de Qualidade em Saúde o texto aborda a previsão do risco em cirurgia, baseada na estimativa da complexidade. É apresentada uma definição de performance cirúrgica, descrevendo-se os métodos de que hoje dispomos para a sua quantificação, bem como as suas múltiplas determinantes - humanas, equipa, técnicas, organizacionais e mesmo a imprevisibilidade... fruto do "acaso".
A performance está, naturalmente, em oposição ao "erro", cabendo assim no texto a discussão dos mecanismos do erro nas suas dimensões Humana e do Sistema, descrevendo-se o modo como se produzem os "acidentes em Saúde" e, especialmente, as saídas para a sua recuperação. Ë apresentada a metodologia de segurança da aeronáutica civil, paradigma de fiabilidade, a estender também à Saúde. Na parte final do livro apresentam-se os parâmetros que mais interessam à boa gestão da performance num qualquer departamento cirúrgico ou num bloco operatório; são ainda abordados temas como a eficiência económica em cirurgia, a relação entre qualidade e quantidade produzidas, o pagamento baseado na performance, a acreditação de serviços e, a tão polémica quanto actual, publicitação dos resultados cirúrgicos.
the most important result of any surgical operation is a live patient
C. MAYO

Índice

Prefácio
Introdução
Conceito de Qualidade em Saúde
Risco Clínico
Performance em Saúde
Determinantes de Performance
Os “Qs” da Performance – Qualidade ou Quantidade?
O Erro com Antítese da Performance
Cultura de Segurança – O Exemplo da Aeronáutica
Incentivos e Retribuição com Base na Performance
Análise de Eficiência em Cirurgia
Gestão do Bloco Operatório
Gestão da Performance num Departamento Cirúrgico – Cirurgia Cardíaca
Publicitação de Resultados Cirúrgicos – “Accountability”
A Acreditação em Saúde

Ler mais

Autor(es)

Margarida França

Ler mais

Isabel Fragata

Ler mais

Mercedes Bilbao

Ler mais

Sofia Ferreira

Ana Sofia Ferreira

Ler mais

Seabra Santos

Rui Seabra Santos

Ler mais

Pedro Pita Barros

PEDRO PITA BARROS é Doutorado em Economia, Professor Catedrático na Universidade Nova de Lisboa, membro do Expert Panel on Effective Ways of Investing in Health (European Commission), membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida e membro do Conselho Nacional de Saúde. Exerceu vários cargos oficiais na Universidade Nova de Lisboa. Publica regularmente artigos científicos em revistas de Economia, e Economia da Saúde em particular. Colabora em corpos editoriais de várias revistas científicas. Os atuais interesses de investigação centram-se em Economia da Saúde,Regulação Económica e Política de Concorrência.

Ler mais