Partilhar

Políticas Portuárias na I República

Ana Prata

Sujeito a confirmação por parte da editora


Desconto: 20%
2,40 € 3,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Da Monarquia para a República, o sector portuário foi olhado de forma diferente. Crescentes volumes de tráfego, embarcações cada vez maiores, aumento das trocas e transacções comerciais e o progressivo aceleramento dos transportes marítimos exigiam transformações ao nível das infra-estruturas portuárias, e levavam à aposta em novas soluções de administração e exploração portuárias. Paulatinamente, modificava-se, também, a perspectiva da classe política e económica face aos portos, começando a verificar-se um esforço de alguma coordenação nos investimentos, obras e melhoramentos. Às medidas tomadas, no período monárquico, de teor localizado, circunscrito, actuando sempre como remedeios, sem a definição de um plano nacional de acção, sucedeu-se a ideia da concentração de investimentos em determinados portos nacionais, e do aplicar reprodutivamente que veremos surgir durante a I República.

Ler mais

Autor

Ana Prata

Professora Catedrática da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, Investigadora no CEDIS – FDUNL.


Ler mais