Partilhar

O Elemento

Ken Robinson

Em Stock


Desconto: 10%
14,31 € 15,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Há coisas em que somos mesmo bons e há coisas que adoramos fazer. Quando ambas se encontram, dá-se o fenómeno a que Sir Ken Robinson chama de O Elemento. Por outras palavras, estamos no nosso “elemento” sempre que conseguimos pôr o nosso talento ao serviço das nossas paixões. No entanto, isso raras vezes acontece. Ken Robinson sabe-o melhor do que ninguém. Professor universitário, liderou durante anos um projeto pioneiro em escolas britânicas que fomentava justamente o ensino da criatividade. Verificou então que muitos alunos não sabiam se tinham ou não talento, porque o sistema educativo, em vez de nutrir a criatividade, esmagava-a. Em O Elemento, Ken Robinson procura perceber o que podemos fazer para nutrir o dom de cada um. Para isso, fala com alguns talentos do mundo, desde Paul McCartney (que curiosamente foi rejeitado pelo coro de Liverpool) ao físico Richard Feynman, passando pelo criador dos Simpsons. E com atletas, empreendedores, artistas e jornalistas. O que o descobre é surpreendente. Quando procuramos encontrar o nosso caminho, a idade ou a ocupação são muito menos importantes do que o empenho ou a crença nas nossas capacidades. E para que acreditemos em nós, é preciso criar as condições certas, ou seja, repensar todo o sistema educativo. Obra fascinante, do autor da TED Talk mais vista da história, O Elemento tem tudo: casos reais e valiosos conselhos para quem procura um rumo. 


Ler mais

Autor

Ken Robinson

Sir Ken Robinson (Liverpool, 4 de março de 1950 – 21 de agosto de 2020) foi aclamado mundialmente como especialista em educação, criatividade, inovação e recursos humanos. Trabalhou com governos de vários países da Europa, da Ásia e da América, com agências internacionais e com as mais prestigiadas organizações de cariz cultural.

Em 1998, liderou uma comissão encarregue de analisar a criatividade, educação e economia para o governo britânico. O relatório -All Our Futures: Creativity, Culture and Education, também conhecido como The Robinson Report - foi publicado em 1999 e imediatamente aclamado.

Foi figura central no que respeita à criação de uma estratégia para o desenvolvimento criativo e económico no âmbito do Processo de Paz da Irlanda do Norte. Foi um dos quatro conselheiros internacionais do governo de Singapura quando este planeou tornar-se o centro criativo do Sudeste Asiático.

Durante doze anos foi professor na área da educação na Universidade de Warnick, no Reino Unido, tendo-se tornado Professor Emeritus. Recebeu cargos honorários em várias outras instituições: Open University and the Central School of Speech and Drama; Birmingham City University, Rhode Island School of Design, Ringling College of Art and Design e Liverpool Institute for Performing Arts.

Recebeu ainda a Peabody Medal pelo contributo no âmbito da arte e da cultura nos Estados Unidos e a Benjamin Franklin Medal of the Royal Society of Arts pelo contributo para as relações culturais entre o Reino Unido e os Estados Unidos.

Em 2005 foi distinguido pelos órgãos de comunicação Time, Fortune e CNN como uma das Principal Voices. Em 2003 havia sido nomeado Cavaleiro pela Rainha Isabel II pelos seus serviços em prol das artes.

Costuma falar para audiências de todo o mundo (sendo de assinalar a sua presença nas Conferências TED de 2006 e 2010) sobre os desafios criativos que a educação e o mundo dos negócios enfrentam nas economias atuais.

Ler mais