Partilhar

Desconto: 10%
13,41 € 14,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

"[...] Mas que fazer a esse brilho que sobrou de uns olhos amados? A esse momento em que a dúvida se dissipou, num inesperado murmúrio, até a frase retomar o seu curso? Ao remorso que ficou do que não foi dito? A manhã, porém, com a sua luz de ouro, limpar-me-á destes restos de outrora, como se tudo o que sou não viesse de cada um deles, e de quem os habita, sombra, fantasma, simples nome que repito, em voz baixa, para que não se ouça a quem devo o poema."  


Ler mais

Autor

Nuno Júdice

Nuno Júdice nasceu no Algarve, em 1949. Professor universitário, assumiu em 2009 a direcção da revista Colóquio-Letras da Fundação Calouste Gulbenkian.

Publicou o primeiro livro em 1972 e é um dos mais Importantes nomes da poesia contemporânea. Recebeu os mais importantes prémios de literários nacionais e internacionais, entre os quais: Pen Clube (1985), Prémio D. Dinis da Fundação da Casa de Mateus (1990), da Associação Portuguesa de Escritores (1995), Bordalo da Casa da Imprensa (1999), Cesário Verde e Ana Hatherly (2003) e Fernando Namora (2004) . Em 2013, foi distinguido com o XXII Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana (Espanha); em 2104, com o Prémio de Poesia Poetas del Mundo Latino Víctor Sandoval (México); em 2015, com o Prémio Argana de Poesia, da Maison de la Poésie de Marrocos e o Prémio Literário Fundação Inês de Castro – Tributo de Consagração; e, em 2016, com o El Ojo Crítico Iberoamericano de Radio Nacional de Espanha.

Ler mais