Partilhar

Desconto: 10%
14,31 € 15,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Aprender a duvidar implica distanciar-nos do consabido e pôr em questão os lugares comuns e os preconceitos, questionar o inquestionável. Num tempo de extremismos, antagonismos e confrontações como o que vivemos, urge antepor a dúvida às reações viscerais, aproveitadas pelos movimentos populistas para fazer crer que há soluções simples e definitivas para os problemas com que nos deparamos, por mais complexos que sejam.
A dúvida é o primeiro movimento da crítica, da deliberação, do exame a nós próprios. A dúvida desassossega, provoca, compromete, estimula. É um antídoto contra a busca de refúgio em soluções utópicas.
Elogio da Dúvida, da filósofa espanhola Victoria Camps, percorre as vicissitudes da dúvida ao longo da história do pensamento - nestas páginas ecoam Platão, Aristóteles, Descartes, Espinosa, Hume, Montaigne, Nietzsche, Wittegenstein, Russell, Rawls e tantos outros que não se conformaram com as certezas que herdaram -, e fá-lo de forma acessível a um vasto público, sem renunciar ao rigor e profundidade de quem exerce há décadas o ofício nunca terminado de duvidar.

Ler mais

Amostra

Autor

Victoria Camps

Victoria Camps é professora catedrática de Filosofia Moral e Política na Universidad Autónoma de Barcelona. Foi senadora independente pelo PSOE, conselheira do Consejo del Audiovisual de Cataluña e presidente do Comité de Bioética de Espanha. Atualmente, é presidente da Fundación Víctor Grífols i Lucas. Em 2018, foi nomeada conselheira de Estado permanente. Entre as suas publicações, destacam-se La búsqueda de la felicida, El siglo de las mujeres e Breve historia de la ética. Em 2018, foi galardoada com o Premio Internacional Mendéndez Pelayo e, em 2012, com o Premio Nacional de Ensayo.


Ler mais