Partilhar

Da Hospitalidade

Jacques Derrida

Em Stock



Desconto: 10%
11,25 € 12,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Este livro, "Da hospitalidade", reúne duas sessões dos Seminários de Derrida dos anos 90 consagrados ao motivo da hospitalidade - nelas é possível ouvir o admirável respirar de um pensamento que, em voz alta, medita a herança semântica da hospitalidade, desde o mais antigo da nossa cultura, a Bíblia, os clássicos da literatura e da filosofia gregas, Sófocles e Platão, até ao horizonte dos nossos dias tecido pelo fio vulnerável e quase transparente da teletecnologia (telefone, televisão, Internet, faxe, e-mail, ...).

Nestas páginas atravessadas pelo luto e pelo sofrimento, por queixumes, gritos e protestos que denunciam os trágicos contratempos do tempo, do tempo de Lot, de Antígona, de Édipo e de Sócrates, mas também do nosso, também do nosso tempo dito de mundialização, Derrida pergunta pelo que querem dizer para nós, hoje, palavras como hospitalidade, estrangeiro, outro, convidado, visitante, refém, cidadão, exílio, emigração, direito de asilo, direito nacional e internacional, guerra e paz. E, pensando e defendendo incondicionalmente uma hospitalidade absoluta, a qual se confunde com o idioma da própria desconstrução, e ainda que ciente da sua dificuldade - deixa sempre muito a desejar, a experiência da hospitalidade! - convida-nos a meditar o que é preciso fazer para, em condições que são as da evolução do Estado, da nação, das fronteiras e do direito internacional, inscrever num novo discurso político e em novos projectos políticos, jurídicos, nacionais e internacionais, a injunção desta hospitalidade incondicional, infinita, absoluta ou hiperbólica que continua a orientar o desejo de hospitalidade.


Ler mais

Autor

Jacques Derrida

Originário de uma família judia, Jacques Derrida faz os seus estudos secundários em Louis-le-Grand, onde encontra vários intelectuais como Pierre Bourdieu, Michel Deguy ou Michel Serres. Após o seu encontro com Louis Althusser, Derrida redige a sua tese sobre ‘Le problème de la genèse dans la philosophie de Husserl’. Após se tornar grande amigo de Michel Foucault, recebe a Agregação e vai ensinar para Harvard, nos Estados Unidos. Depois de 1962 vai ensinar para a Escola Normal Superior, onde é nomeado mestre-assistente em 1964. Os seus primeiros grandes livros são publicados em 1967, nomeadamente De la grammatologie, L’ Ecriture et la différence e La Voix et le Phénomène, e reexamina as teses metafísicas, erradicando os pressupostos da palavra ou o logocentrismo da nossa filosofia clássica.

Ler mais