ENVIOS GRÁTIS - Para compras de 20/11 a 16/12. Devolução prolongada até 30/01/2021. Ver condições

Partilhar

Desconto: 20%
30,69 € 38,36 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Era jovem ainda, mas atrevido e determinado, aquele Aristófanes que, depois de duas peças de estrela - hoje, infelizmente, perdidas -, nos legou Acarnenses, Cavaleiros e Nuvens, compostas com uma regularidade anual, entre 425-423 a. C.
Da cidade que em sua volta fervilhava, visou a administração pública e suas instituições, bem como aqueles que faziam da demagogia uma prioridade. Atacou-os com uma violência à medida do primeiro dos seus propósitos: o de educar cidadãos. Mas ao conselho, o poeta associava também o talento, fazendo de Nuvens uma caricatura dos intelectuais do momento e o mais ousado dos seus ensaios reformistas, na busca de uma arte remoçada.
Perdeu a aposta, por, um ímpeto de juventude, ter dado um salto excessivo. Mas a posteridade depôs, sobre a cabeça do poeta, a coroa de uma vitória que os contemporâneos não lhe souberam atribuir.».
In Editorial

Ler mais

Autor

Aristófanes

ARISTÓFANES, autor cómico ateniense (445-386 a.C.), foi o mais representativo da comédia antiga. Das suas peças, as onze que chegaram até aos nossos dias constituem variações satíricas sobre temas de grande actualidade.

Ler mais