Partilhar

Autópsia [Poesia Reunida]

José Rui Teixeira

Em Stock


Desconto: 20%
11,52 € 14,39 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«A poesia de José Rui Teixeira pode ser vista como uma delicadíssima soteriologia, no entanto, é ela mesma desconfiada do seu semelhante. Quero dizer, para o poeta o poema é voz tão falha quanto, também, única oportunidade de acertar, única oportunidade inequívoca de transcendência e divino. O semelhante do poema de José Rui Teixeira é Deus, essa figura sobre que precisamos de inventar tudo, desde o corpo, ao desígnio e pronúncia. Se neste poeta a ansiedade pelo divino é a constante mais visível da escrita, também é claro que a disforia inteira da vida, seu abandono e deriva, são fundamentais para entender que auscultação a Deus é esta. Como diria o autor, o estudo à luz da "teotopologia literária" levaria a crer que se Deus não for real poderá ser o poema o lugar onde ele nasce.

A pergunta a que não se poderá, então, fugir, será a de saber para que se angustia o exercício do verso no parto de Deus? Que equação insolúvel está flagrada no poeta para que apenas Deus a possa resolver? 

Tão assídua quanto contida, epifânica, tão abstrata quanto precisa no jogo mais meticuloso das emoções, equilíbrio brilhante entre elegância, discrição e confissão, a poesia de José Rui Teixeira torna-se uma inteligência imprescindível. Ela é a lenta, mas inteira, aposta da Pessoa. Um gesto que sabe que cada instante é um agente a matar. A matar-nos.» 

Valter Hugo Mãe

Ler mais

Autor

José Rui Teixeira

José Rui Teixeira nasceu no Porto, em 1974. Estudou Teologia (licenciatura) na Universidade Católica Portuguesa e Filosofia (mestrado) na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde se doutorou em Literaturas e Culturas Românicas. Desemvolveu projetos de pós-doutoramento na Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da UCP e na Facultad de Filología da Universidad de Salamanca. É diretor e presidente do Conselho Científico da Cátedra Poesia e Transcendência | Sophia de Mello Breyner Andresen], na Universidade Católica Portuguesa. É investigador do Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains da Université Paris-Sorbonne, do Instituto de Pensamiento Iberoamericano da Universidad Pontificia de Salamanca e do Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião da UCP. É membro da Asociación Latinoamericana de Literatura y Teología [Buenos Aires, Santiago do Chile e Rio de Janeiro]. É diretor pedagógico do Colégio Luso-Francês. Entre as suas publicações, destacam-se: Vida e Obra de Guilherme de Faria: os versos de luz por escrever (2013) e Acerca do desterro: hermenêutica literária e arqueologia cultural (2018). Poesia: Para Morrer (2004), O Fogo e outros Utensílios da Luz (2005), Oráculo (2006), Diáspora (2009) e Antípoda (2017).

Ler mais