Partilhar

Desconto: 10%
5,18 € 5,76 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A chegada dos reis às cidades e vilas foi sempre festejada com cerimónias solenes promovidas pelas Câmaras e pelo próprio rei. Consoante as épocas, estas cerimónias podem ser constituídas por diferentes rituais, como a entrega de bandeiras ou chaves, cortejos, discursos, decoração de ruas e fachadas, etc., e por manifestações de alegria que podem envolver danças, jogos, teatro erudito e popular, fogo de artifício, etc.

A análise da evolução dos rituais solenes permite compreender que as Entradas Régias são, para utilizar uma expressão teatral, a dramatização de um contrato social entre o rei que chega e a cidade que recebe e a evolução destes rituais coincide, em cada momento histórico, com o projecto político de cada uma das partes contratantes.

Além disso, as Entradas, ao envolverem na sua realização todas as camadas sociais revelam, nas danças, no teatro, nas construções efémeras, nos cortejos, os diferentes graus de cultura dos sectores sociais em presença e a permeabilidade da sociedade, no seu conjunto à novidade cultural e estética.

O presente estudo analisa as Entradas Régias Portuguesas desde o século XII até ao século XVIII esclarecendo a sua função política e social, a sua morfologia, a hierarquização dos seus elementos, as várias linguagens artísticas e meios de comunicação nelas empregues e o seu nível de leitura consoante o publico, ou públicos, nelas envolvidos.

Ler mais

Autor

Ana Maria Alves

Ler mais