Partilhar

As 100 Melhores Crónicas

Miguel Esteves Cardoso

Em Stock


Desconto: 10%
16,92 € 18,80 €

Detalhes do Produto

Sinopse

The best of MEC. O nosso melhor cronista, o primeiro influenciador do país, um dos mais geniais escritores que a língua portuguesa já conheceu.

Miguel Esteves Cardoso publicou mais de 13 mil crónicas. Estas são algumas daquelas que mais vezes foram fotocopiadas e coladas em cadernos ou roupeiros, as que motivaram mais telefonemas, discussões, namoros e até casamentos, as que vezes sem conta foram enviadas por e-mail e partilhadas nas redes sociais, por nos terem feito rir ou chorar – por, ao lê-las, termos sentido, como só MEC nos faz sentir, que «é mesmo isto». 

Há quatro décadas que MEC escreve sobre ele e sobre todos nós, sobre o que Portugal é ou poderia ser, pondo no papel tanto o que nunca nos passaria pela cabeça, como aquilo que sentimos mas seríamos incapazes de expressar tão bem quanto ele, o nosso melhor cronista e aquele que foi o primeiro influenciador do país, antes mesmo de se falar em influenciadores.

Nestas páginas, estão os nossos sentimentos, da angústia ao amor, do espanto à saudade; está um universo próprio, cheio de ideias, entusiasmos, certezas, inquietações, ambiguidades e até contradições (no fundo, um universo como o de cada um de nós), mas estão também, e sobretudo, o talento, a inteligência e o humor de um dos maiores escritores que a língua portuguesa já conheceu. 

"MEC é um erudito que exerce o seu pensamento com o mais brilhante humor. Como um génio que sabe rir."

Valter Hugo Mãe

Ler mais

Autor

Miguel Esteves Cardoso

Miguel Esteves Cardoso nasceu em Julho de 1955. Em1978 licenciou-se com a nota máxima em Filosofia Política na Universidade de Manchester. Em 1983 doutorou-se na mesma Universidade, e ainda nesse ano foi nomeado investigador auxiliar no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. É autor de várias peças teatrais como Em Carne Cor-de-Rosa Encarnada (1982) e Os Homens (1993). Foi autor de vários programas de rádio e colaborou em diversos programas televisivos. Em 1987, fundou o jornal O Independente e, em 1990, a revista K. Tem escrito crónicas e actualmente assina uma coluna diária no jornal O Público.

Ler mais