Partilhar

Andar às vozes/Algures entre a resposta e a interrogação

12catorzeextrabold

Abel Neves

Em Stock



Desconto: 20%
7,10 € 8,88 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Um pouco como as trutas, inteligentes e escorregadias, as personagens, depois de inventadas, dificilmente se deixam agarrar.

Teremos algum domínio sobre mísseis, hipopótamos e gazelas, mas muito pouco sobre personagens, talvez nenhum. São seres superiores.

(...)

Gostaria, é certo, de fazer agora campanha por aquilo que mais me interessa na arte teatral [o jogo íntimo com as personagens, a convocatória dos seus assuntos mais ou menos urgentes, os estados de alma, as afinidades e antipatias, o riso e o nervo, a produção de utopias, a delicadeza dos modos], mas como o teatro está dentro da vida prefiro agora um brevíssimo texto que não seja sequer uma declaração e não convoco personagens nem ficções. Apresento simplesmente a minha voz e junto com todos aqueles que também afirmam não aceitar decisões unilaterais para a ordem no mundo.

Ler mais

Amostra

Autor

Abel Neves

Abel Neves nasceu em Montalegre, em 1956. Tem uma obra vasta, compreendendo peças de teatro (Amadis, Touro, Terra, Amo-te, Atlântico, Finisterrae, Arbor Mater, Lobo-Wolf, El Gringo, Inter-Rail, Além as estrelas são a nossa casa, Supernova, Fénix e Kota-Kota, A Caminho do Oeste, Amor-Perfeito, Olhando o céu estou em todos os séculos, Provavelmente uma pessoa, Nunca estive em Bagdad, Madressilva, Qaribó, Ubelhas - Mutantes e Transumantes, Vulcão, Querido Che), romances (Corações piegas, Cotovia, 1996; Asas para que vos quero, Cotovia, 1997; Sentimental, Asa, 1999; Centauros - imagens são enigmas, Asa, 2000; Precioso, Dom Quixote, 2006; Cornos da Fonte Fria, Sextante 2007), poesia (Eis o amor a fome e a morte, Cotovia, 1998) e um ensaio que apresenta reflexões em volta do teatro (Algures entre a resposta e a interrogação, Cotovia, 2002).

Ler mais