Partilhar

Desconto: 20%
10,00 € 12,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

O opúsculo A Mentira foi escrito em 395, pouco antes de Agostinho suceder a Valério na Diocese de Hipona e num momento em que o Santo inicia uma revisão da sua vida passada que se consubstanciará nas Confissões (escritas entre 397 e 400). Nele Agostinho aborda «confusamente» – como ele mesmo refere – o tema da mentira, pelo que chegou a mandar destruí-lo em duas ocasiões.
O opúsculo Contra a Mentira, por seu turno, foi redigido vinte e cinco anos mais tarde, em 420, reagindo contra alguns católicos a quem parecia bem usar da simulação para se infiltrarem em meios priscilianistas e os denunciarem. Agostinho opõe-se claramente a essa atitude e manifesta-se contra toda a espécie de mentira.

Ler mais

Autor

Santo Agostinho

SANTO AGOSTINHO nasceu em Tagaste (Numídia) em 354. Filho de pai pagão e mãe cristã, foi por esta educado no Cristianismo, que abandonou na juventude. Estudou gramática e literatura latinas. Dos 21 aos 29 anos, ensinou retórica em Cartago. Durante esta época, professou a filosofia maniqueia, contra a qual polemizaria, mais tarde, nas suas obras. Já em Milão, o convívio com Santo Ambrósio levou-o a converter-se ao Cristianismo (386). Nesta época, leu Plotino em versão latina. Em 388 voltou a África, sendo sucessivamente bispo auxiliar e titular de Hipona. Morreu em 430, enquanto os vândalos sitiavam Hipona, quando o Império Romano se destruía definitivamente.

Ler mais