Partilhar

A Dívida(dura) – Portugal na crise do Euro

Mariana Mortágua, Francisco Louçã

Indisponível


Desconto: 20%
11,51 € 14,39 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Portugal pagará em 2012, em juros, mais do que o efeito conjugado de todas as medidas de uma austeridade gravíssima neste ano. Nos dez anos seguintes, o compromisso de amortização da dívida, considerando apenas a hoje existente e nenhum outro empréstimo suplementar ou outra emissão de dívida, é de 134,5 biliões de euros – o que, em média, ultrapassará em muito o pagamento de 2012, chegando em alguns anos a ser o triplo. Esta dívida é impagável e não pode ser paga.
Queremos por isso discutir estes factos e as propostas com os leitores. Queremos assim contribuir para a mobilização da indignação e das razões da democracia. Queremos construir a alternativas sólidas, realizáveis e consistentes. Nos tempos em que o capital se afasta da democracia, a política do socialismo é lutar por ela: a democracia responsável é a arma contra a dívidadura.»

“Estamos a ser enganados e explorados pela ditadura da dívida, pela dívidadura”
Francisco Louçã

Ler mais

Autor(es)

Mariana Mortágua

Ler mais

Francisco Louçã

Ler mais