Partilhar

Setúbal, Topologia e Tipologia Arquitectónica: memória e futuro da imagem urbana (séculos XIV - XIX)

Manuela Maria Justino Tomé

Temporariamente Indisponível

Desconto: 20%
38,16 € 47,70 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Ao nos interrogarmos sobre qual o papel do arquitecto na sociedade, muitas serão as respostas possíveis, mas uma delas surgirá com grande relevância e em síntese de todas as respostas: - A certeza de que ao intervir no território, o arquitecto deverá promover uma contribuição para uma melhor qualidade de vida dos cidadãos, permanece em todos nós.
A melhor solução para uma acção de intervenção, em quaisquer circunstâncias, é a de que, após esta, haja sempre uma melhoria do objecto da intervenção, relativamente ao seu estado inicial, em todas as suas vertentes. Isto implica que não abdiquemos das existências, em presença ou não, tangíveis ou intangíveis, que constituem uma mais-valia na vida dos cidadãos, sem esquecermos, naturalmente, as suas referências mais próximas ou mais remotas.
Remontando, a ocupação humana em Setúbal, a época longínqua, que já conta com milénios de existência,  em que o homem iniciou as suas actividades e a sua acção na transformação da natureza, deixando as suas  marcas, esta é uma cidade, que como em muitas outras, poderá haver perda de património nas intervenções de renovação ou outras, ou no simples abandono e consequente degradação, se não houver uma informação estruturada das manifestações que determinaram a sua identidade.

 

Ler mais

Autor

Manuela Maria Justino Tomé

Ler mais