Partilhar

Relógios sem Ponteiros

Joana Neto

Em Stock


Desconto: 10%
13,50 € 15,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

(…) com este Relógios sem Ponteiros – um título a lembrar um filme do BERGMAN – e a maravilhar-me, desta vez, com a sua prosa.

Há aqui textos que me apetece dizer em voz alta, pôr em cena, partilhar.

Uns, mais ansiosos, caminham ao ritmo de uma toada de afazeres. Outros, mais cautelosos, parecem mergulhar no nosso íntimo. O Congresso e Botão Armado abrem o livro. A leitura passa a ser uma emergência. Até à última palavra.

Gosto de livros, mas não sei escrever sobre eles. Mas gosto de os discutir, particularmente os que nos questionam e nos convocam para diferentes leituras. E gosto daqueles que me proporcionam imaginar como resultariam em teatro. Ou em cinema. E gosto de contos. E de textos curtos. E este novo livro Relógios sem Ponteiros é um pouco de tudo isto, escrito com sensibilidade, generosidade e inteligência.

Relógios sem Ponteiros volta a ser, também, um livro de amor, “para escrevermos amor em beijos secretos bordados na penumbra”.

Há encontros, desencontros e esperas, “um chá ocasional adormecido em biscoitos”. E memórias, muitas memórias. Há tanta sinceridade nestes textos.

Vou ler novamente. Ao som de um vinil. Dos Beatles, talvez.

In prefácio Relógios sem Ponteiros

Mário Moutinho (Ator)

Ler mais

Autor

Joana Neto

Natural do Porto, reside em Lisboa desde 2015. É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto, pós-graduada em Direito do Trabalho pelo Instituto de Direito das Empresas e do Trabalho da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, mestre em Direito do Trabalho e das Empresas pelo ISCTE-IUL e doutoranda em Direito na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa . Exerceu advocacia e esteve inscrita na Ordem dos Advogados Portugueses de 2009 a 2018 e é assessora parlamentar na área do trabalho e da segurança social desde dezembro de 2015.

Foi formadora em diversas entidades e oradora em várias iniciativas sobre Direito do Trabalho. Publica, com alguma regularidade, artigos de opinião, em jornais sobre temas laborais. É autora da obra "Despedimento por inadaptação: reforma ou consagração legal do despedimento sem justa?". 

Fez teatro amador e desde que se instalou em Lisboa tem-se dedicado à crítica, descomprometida, de teatro. Atualmente colabora com o projeto contracenas da Coffeepaste - O portal da comunidade das artes. Ao longo dos anos, participou e ganhou alguns concursos literários de poesia, poesia que lhe ocupa, também, parte dos dias.


Ler mais