Partilhar

Desconto: 10%
11,81 € 13,12 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Admitindo que os mercados de trabalho funcionam como uma espécie de barómetro das mudanças estruturais das sociedades, e tendo em conta o projecto de construção da Sociedade do Conhecimento, as autoras analisam a regulação dos mercados de trabalho nos países da União Europeia pelo enfoque da precarização do emprego e da sua relação com os níveis de escolarização, tendo em conta diferentes gerações da população empregada nos últimos 20 anos. Com base em dados do Eurostast e recorrendo a métodos de análise multivariada, uma das conclusões deste trabalho é a de que os mercados de trabalho na Europa mostram uma mudança estrutural, mudança que se expressa na definição de uma nova relação salarial, que as autoras designam de neoconcorrencial, na medida em que todos os países avançam no sentido de uma maior libera­lização das relações de emprego, seja pela liberalização dos despe­dimentos individuais e ou colectivos, seja pela expansão do emprego precário ou pela combinação de ambas. Esta obra poderá ser lida com vantagens por académicos, par­ceiros sociais, jornalistas, políticos e todos os actores sociais que se interessam pelo tema.

Ler mais

Autor(es)

Helena Carvalho

Ler mais

Luísa Oliveira

Ler mais