Partilhar

Desconto: 10%
17,90 € 19,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Nada é aquilo que parece ser…

Stephen King apresenta-nos, em O Turno da Noite, vinte das suas mais inquietantes peças de ficção curta – histórias bizarras sobre uma maldade obscura e atos impensáveis com origem nas regiões crepusculares onde o terror e a loucura assumem uma forma misteriosa, por certo de outro mundo. Ruídos dentro de paredes e sombras que se fecham sobre nós ao entrarmos numa seara de milho são sempre sinais de alguma coisa sinistra em busca de seja o que for que possa encontrar. E há ainda uma surpresa, um mal demasiado real e próximo do próprio autor, que os mais atentos reconhecerão.

Os cenários são familiares e insuspeitos: um liceu, uma fábrica, um ponto de paragem de camiões, uma lavandaria ou um campo semeado de milho, por exemplo. Mas no mundo de King nada é aquilo que parece ser, e qualquer local pode servir de palco para o propósito do Mal. Se o momento for propício, se as forças da escuridão forem poderosas, se as vítimas se distraírem por um segundo que seja… É que, por vezes, as sombras da noite invadem a luz do dia.

A primeira coletânea de contos de King, publicada originalmente em 1978, traz-nos textos arrepiantes pela mão do mestre incontornável do horror e do suspense 


Ler mais

Autor

Stephen King

Stephen King nasceu em Portland, no Maine, em 1947. Após o divórcio dos pais, ainda criança, foi criado pela mãe, Nelly Ruth Pillsbury King. Licenciou-se em Inglês na Universidade do Maine, em 1970, com uma especialização em Ensino. Conheceu a mulher, Tabitha Spruce, nos corredores da biblioteca da universidade, onde ambos trabalhavam enquanto estudantes. Casariam em 1971.

Publica o seu primeiro romance, Carrie, em 1974, cujo contrato de edição lhe permitiu abandonar o ensino e dedicar-se em exclusivo à escrita. Depois? Depois é história, nos mais de sessenta livros que escreveu. ‘Salem’s Lot – A Hora do Vampiro, The Shining, The Stand – A Dança da Morte, Samitério de Animais, It – A Coisa, 22/11/63, O Intruso, Billy Summers, Conto de Fadas ou Holly, entre outros, e todos publicados pela Bertrand Editora, fazem de King um dos grandes mestres da moderna narrativa americana, um autor que concilia inquietação, entretenimento e qualidade literária como nenhum outro.

Das muitas distinções atribuídas ao autor ao longo da carreira destacamos a National Book Foundation Medal for Distinguished Contribution to American Letters, que recebeu em 2003, a National Medal of Arts, em 2014, e o PEN America Literary Service Award, em 2018.


Ler mais