Partilhar

O Pequeno Livro dos Grandes Insultos

Manuel S. Fonseca

Envio em 10 dias



Desconto: 10%
12,15 € 13,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Avisam-se os amantes de linguagem extremamente ofensiva que este livro inclui frases de elevado requinte literário.

O palavrão é o destemido herói que visita, sem inibições morais, as mais proibidas e sagradas fendas, colinas, picos, matas, dunas e enseadas do corpo humano. O palavrão tira-nos do sério ao pôr em causa a paternidade e a maternidade. O palavrão espatifa todos os tabus.

Com sensibilidade, elegância e bom-senso, este é o livro que junta os mais impressionantes palavrões da língua portuguesa. Tratados com humor, estão aqui os grandes insultos, aqueles que, de vez em quando, usamos para ferir de morte alguém. E estão aqui as lengalengas brejeiras, como a que começa em «Abreu» e termina em «lá vou eu», e estão as expressões chulas, mas já idiomáticas, que conquistaram um lugar na nossa língua, e estão também os insultos americanos, chineses, catalães ou mesmo finlandeses. Uma viagem arrojada à montanha-russa dos insultos.

Um livro que não se deseja aos piores inimigos.

Este é o livro para partilhar com os melhores amigos.

Ler mais

Autor

Manuel S. Fonseca

"Manuel S. Fonseca É autor de Revolução de Outubro: cronologia, utopia e crime, Que Salazar era o Salazar de Fernando Pessoa e Crónica de África. Tinha 20 anos e estava em Luanda no dia 25 de Abril de 1974. Ainda veio a Portugal saborear a revolução, mas voltou para Angola, a sua revolução, e estava no Sumbe (Novo Redondo) no dia da independência. É editor, a sua realíssima utopia."

Ler mais