Partilhar

O Deus das Moscas

William Golding

Em Stock


Desconto: 10%
6,75 € 7,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Publicado originalmente em 1954, O Deus das Moscas é um dos mais perturbadores e aclamados romances da atualidade. Um avião despenha-se numa ilha deserta, e os únicos sobreviventes são um grupo de rapazes. Inicialmente, desfrutando da liberdade total e festejando a ausência de adultos, unem forças, cooperando na procura de alimentos, na construção de abrigos e na manutenção de sinais de fogo. Porém, à medida que o frágil sentido de ordem dos jovens começa a fraquejar, também os seus medos começam a tomar sinistras e primitivas formas. De repente, o mundo dos jogos, dos trabalhos de casa e dos livros de aventuras perde-se no tempo. Agora, os rapazes confrontam-se com uma realidade muito mais urgente - a sobrevivência - e com o aparecimento de um ser terrível que lhes assombra os sonhos.

Ler mais

Autor

William Golding

William Gerald Golding (1911-1993) nasceu em Cornwall em na Inglaterra. Em 1935, após publicar uma pequena colecção de poemas, gradua-se em literatura inglesa em Oxford. Trabalhou como escritor, actor e produtor em pequenas companhias de teatro até se tornar professor em Salisbury. Em 1940, entra para a Marinha inglesa e durante a II Guerra Mundial, participa da perseguição e afundamento do navio alemão Bismarck e também do desembarque das tropas aliadas na Normandia. Sobre esta experiência disse “Qualquer pessoa que tenha passado por esses acontecimentos terríveis sem entender que o homem produz o mal como a abelha produz o mel estava cega ou louca”. O seu primeiro romance foi “O Senhor das Moscas” (1954) seguido de “Os Herdeiros” (1955) e “Queda Livre” (1959). Em 1980 recebe o Booker Prize Inglês pelo seu livro “Ritos de Passagem”. Foi agraciado com o Prémio Nobel da Literatura em 1983 pelo reconhecimento pela sua obra. Cinco anos mais tarde, recebe o título de cavaleiro do Império Britânico. Morreu em 1993, deixando um romance inacabado, “The Double Tongue” (A Língua Dupla).

Ler mais