Partilhar

+5% em Cartão Almedina
Desconto: 20%
13,28 € 16,60 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Excerto
«Sobre o mar azul até a um limite invisível - meus olhos cansados, esvaídos de horizonte. Encosto-me a um pau do toldo, tia Matilde e Dolores ao lado em cadeirinhas rasas, estarão rezando? olham silenciosas, encosto-me às grades brancas da prisão. Vejo-me lá em baixo, como poderia ver-me lá de baixo? Detesto as grandes frases, são do tempo da conquista e da mistificação. E todavia. Estou só e isto deve ser real - instintivamente olho atrás. Uma dor recurva no pescoço, no estômago. Como poderia ver-me lá de baixo? aqui, no intervalo infinito entre a vida e a morte?»

Críticas de imprensa
«Como sempre desde o início, Vergílio Ferreira procura salvar o humano na sua afirmação relativa, mas o que ele questiona em Nítido Nulo é, não já esse relativismo, mas a própria afirmação.»Maria Alzira Barahona,Colóquio/Letras

Ler mais

Autor

Vergílio Ferreira

Ler mais