Partilhar

Desconto: 10%
10,80 € 12,00 €

Detalhes do Produto

Sinopse

São estórias, sim, mas também textos que procuram uma relação especial entre a materialidade do que se vê e a forma de a dizer, inventar. Por exemplo: «Mosaico, telha, caco que fosse, ainda mal desenterrados, seguiam logo para o museu, que faltava caiar. Ninguém sabia se eram arqueólogos ou salteadores. Nem fazia diferença. Os ossos que tinham conhecido o silêncio dos séculos agora apertavam-se numa caixa de vidro, sob as lâmpadas de halogéneo, para sempre expostos, impudicos.» (“Traslado”) O non-sense, a absurdez daquilo que se vê (e se vive ou viveu) permeiam estes textos, breves, de um autor que tem experimentado, com sucesso, o teatro, a ficção, o ensaio e a poesia.

Pedro Eiras nasceu no Porto em 1975.


Ler mais

Autor

Pedro Eiras

Ler mais