Partilhar

Memórias, Aparições e Arritmias

Yara Monteiro

Em Stock



Desconto: 10%
13,41 € 14,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Trineta da escravatura, bisneta da mestiçagem, neta da independência e filha da diáspora», Yara Nakahanda Monteiro (Huambo, 1979) estreia-se na poesia com um registo íntimo, tateando nas palavras a essência da condição feminina, da natureza, da identidade e da pertença, das memórias e dos sonhos. 

Tranço o cabelo dizem quero parecer mais preta

Faço brushing dizem quero parecer mais branca

Na frente quente vinda do hemisfério sul os caracóis secam desordenados perguntam quero parecer de onde?

«Eu sou de onde estou.»


 Os seus poemas transportam-nos para outros tempos e espaços: o da infância e adolescência na periferia de Lisboa; o das histórias da vida em Angola, contadas pela avó. Neles brotam desassossegos rabiscados em cadernos, esboçam-se trilhos imaginados a partir das grandes questões que definem quem somos. A meio caminho, corre a vida de todos os dias e surge uma voz literária envolvente, encantatória, impossível de ignorar. Qualquer ressonância com a realidade é poesia.

Ler mais

Autor

Yara Monteiro

Yara Monteiro nasceu em Angola, na província do Huambo, em 1979. Tem as suas raízes familiares no Planalto Central de Angola e no Norte de Portugal. Com dois anos de idade, vem com a mãe e a família materna para Portugal e cresce na Margem Sul. É na adolescência que, estimulada pela sua professora de Português, começa activamente a escrever.

Tem uma licenciatura em Recursos Humanos e trabalhou na área durante quinze anos. Em 2015, enquanto vive no Brasil, inicia a sua busca de conexão interior e, em 2016, embarca numa viagem xamânica na Amazónia que transmuta a sua vida. Faz um auto-eject e abandona por completo o mundo empresarial.

É casada, vive no Alentejo, dedica-se à escrita e às artes plásticas. Já viveu em Luanda, Londres, Copenhaga, Rio de Janeiro e Atenas. Pratica yoga e meditação.

Ler mais