Partilhar

Manual Jurídico da Habitação

Guias Práticos

Maria Manuel Busto

Em Stock


Desconto: 50%
6,06 € 12,12 €

Detalhes do Produto

Sinopse

• Ficha Técnica da Habitação
• Novo regime das actividades de Mediação Imobiliária e de Angariação Imobiliária
• Modelos, Minutas, Contratos e Requerimentos do Novo Regime da Habitação

As recentes reformas legislativas operadas no sector da habitação, com destaque para a criação da Ficha Técnica da Habitação e para o novo regime da Mediação Imobiliária e da Angariação Imobiliária, impulsionaram a edição desta obra.
O objectivo é o de dar a conhecer os principais aspectos das obrigações legais a que estão obrigados os profissionais do sector.
Desde logo, uma apresentação das regras a que presidem ao preenchimento da Ficha Técnica da Habitação, como outras regras relacionadas com a publicitação dos imóveis destinados à habitação, v.g., a publicação de anúncios para venda dos referidos imóveis.
No que respeita à legislação das actividades de Mediação Imobiliária e de Angariação Imobiliária destacam-se todas as novidades relacionadas com os requisitos de ingresso e permanência na actividade, como a exigência do exame e da formação contínua que confere capacidade profissional para a atribuição da licença para o exercício da actividade.

PREFÁCIO


O sector dos mercados de obras públicas e particulares e do imobiliário tem sido alvo, recentemente, de uma série de medidas legislativas de forma a tornar os instrumentos legislativos existentes mais adaptados à nova realidade do sector.
Um dos primeiros passos recentemente dados, e já objecto de estudo exaustivo na obra da autora ''Manual Jurídico da Construção", foi a publicação da nova Lei dos Alvarás, cujo objectivo primordial foi o de tornar mais transparente o sector da construção civil e obras públicas.
Em 25 de Março de 2004 foi publicado o Decreto-Lei n.° 68/2004 que tornou obrigatória a publicidade e a informação disponibilizadas aos consumidores na aquisição de imóveis para habitação.
Todos nós, enquanto profissionais do sector ou na qualidade de compradores de imóveis sentíamos, há muito tempo, a necessidade da existência de um instrumento que contivesse todas as características de construção dos imóveis de forma a que tornasse mais fácil a defesa de uns e outros - vendedores ou compradores - quando o imóvel não correspondesse às expectativas criadas.
Foi assim criada a Ficha Técnica da Habitação ou - como é vulgarmente conhecida - o BI da habitação, cujo objectivo do legislador foi o de criar um conjunto de mecanismos que visam reforçar os direitos dos consumidores à informação e à protecção dos seus interesses económicos no âmbito da aquisição de prédio urbano para a habitação, tal como é referido no Preâmbulo do Decreto-Lei n.° 68/2004, de 25 de Março.
Este manual dirige-se aos profissionais do sector, enquanto instrumento de trabalho elucidativo dos requisitos impostos para a elaboração da Ficha Técnica da Habitação, ilustrando-se com exemplos práticos a legislação recentemente publicada.
Na perspectiva dos consumidores, este manual tem por objectivo dar uma visão simplificada deste novo instrumento - obrigatório nas escrituras de compra e venda de imóveis - elucidando sobre os conteúdos inseridos na Ficha Técnica da Habitação e da forma como esta pode ser um instrumento de defesa dos seus interesses.
Também aqui se procurou dar uma visão crítica da forma como o legislador consagrou os imperativos legais, apontando-se aqui e ali as virtualidades e as falhas próprias de algo que é novo no nosso ordenamento jurídico.
Outro dos temas objecto de uma profunda reforma legislativa foi a introdução do novo regime jurídico das actividades de mediação imobiliária e de angariação imobiliária operada pelo Decreto-Lei n.° 211/2004 de 20 de Agosto, que tem por objectivo atingir um nível de profissionalização no mercado imobiliário à altura das exigências ocorridas pelo transformação e desenvolvimento deste sector. Operaram-se diversas reformas, nomeadamente ao nível dos procedimentos burocráticos, das taxas devidas, das regras relativas ao Seguro Obrigatório, da avaliação da capacidade profissional e dos critérios de adequação da formação, no acesso e permanência nas actividades de mediação imobiliária e de angariação imobiliária, que nesta obra se irão explanando.
Este conjunto de diplomas legais veio introduzir novas regras e procedimentos num sector fundamental como o da construção e promoção imobiliária, dos quais se pretende nesta obra dar uma visão clara e essencialmente prática.

Setembro de 2004
A AUTORA

PLANO DA OBRA

I - Notas gerais

I.I Ficha Técnica da Habitação
- Noção
- Características
- Elementos obrigatórios
- Contra-Ordenações
- Publicidade sobre venda de imóveis para habitação
- Análise crítica: virtualidades e defeitos da FTH

I.II Regime Jurídico da Actividade de Mediação Imobiliária e de Angariação Imobiliária
- Principais aspectos da Nova Lei de Mediação Imobiliária e de Angariação Imobiliária
- Mediação Imobiliária
- Angariação Imobiliária
- Fiscalização e Sanções

II - Legislação

- Decreto-Lei n.° 68/2004 de 25 de Março
- Portaria n.° 817/2004 de 16 de Julho
- Lei n.º 8/2004 de 10 de Março
- Decreto-Lei n.° 211/2004 de 20 de Agosto
- Portaria n.° 1324/2004 de 19 de Outubro
- Portaria n.° 1326/2004 de 19 de Outubro
- Portaria n.° 1327/2004 de 19 de Outubro
- Portaria n.° 1328/2004 de 19 de Outubro
- Despacho Conjunto n.° 707/2004, de 3 de Dezembro

III - Modelos, Minutas, Contratos e Requerimentos

- Modelo da Ficha Técnica da Habitação

- Mediação Imobiliária:
- Pedido de Licenciamento
- Revalidação das licenças
- Suspensão das licenças
- Cancelamento das licenças
- Alterações na actividade

- Angariação Imobiliária:
- Inscrição
- Revalidação
- Cancelamento
- Alterações

- Contratos de Mediação Imobiliária
- Contrato de Prestação de Serviços de Angariação Imobiliária

Ler mais

Autor

Maria Manuel Busto

HABILITAÇÕES ACADÉMICAS - Licenciada em Direito, U. Católica Portuguesa, 1982-1987; - Curso de Informática, E. Superior Biotecnologia, 1987-1988; - Curso de Assuntos Empresariais, A. I .Portuense, 1988-1989; - Pós-Graduação em Estudos Europeus, U. Católica Portuguesa, 1991-1992; - Frequência MBA, I. Empresarial Portuense, 1993-1994. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL - Estágio de advocacia, 1987-1989; - Gestora de programas comunitários ligados ao ensino e colocação de estagiários (COMETT, ERASMUS), E. Superior Biotecnologia, 1988; - Coordenadora de programas de formação profissional, A.I. Portuense, ELCLA Editora e outras instituições, 1989-1990; - Colaboradora em escritório de advogados, com prática forense em Direito Fiscal e Comercial; - Responsável pelo desenvolvimento da base de dados de Programas de Incentivos, SOCIFA Projectos/Revista Exame, 1990-1992; - Direcção de projectos de apoio ao investimento, Portugal/África, SOCIFA Projectos, 1992; - Direcção e gerência da E&B Data - Sistemas de Informação e Assessoria Empresarial, 1992-1997, nas áreas de Planeamento Estratégico de Produção e Marketing. Situação Actual - Gerente da E&B Data, empresa que se dedica à edição e comercialização de bases de dados de legislação e investimento, para todas as áreas da economia, desde empresas, advogados, economistas, engenheiros, arquitectos, técnicos de contas, Administração Pública e outros. - Consultora de empresas nas áreas de investimento, incentivos, implementação e desenvolvimento de projectos. EXPERIÊNCIA ACADÉMICA - Docente da cadeira "Organização Empresarial", ESAIG, 1990-1992; - Docente de cursos de formação profissional, A.I. Portuense, 1989-1992; - Docente de cursos de formação profissional em várias instituições, na área da constituição de empresas e organização empresarial, em acções de formação profissional isoladas. OBRAS PUBLICADAS - "MANUAL JURÍDICO DA EMPRESA", 3.ª edição, Almedina, 1997; - "ITINERÁRIO JURÍDICO DO SEGURO", 2.ª edição, Rei dos Livros, 1997.

Ler mais