Partilhar

Desconto: 10%
22,95 € 25,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Este segundo volume da biografia de Jorge Sampaio ocupa-se dos seus 16 anos como Presidente: na II Câmara Municipal de Lisboa e no Palácio de Belém.
O autor teve acesso ao vastíssimo arquivo particular de Jorge Sampaio; e às dezenas de horas de conversa com o biografado acresceram-se entrevistas com 198 pessoas que com ele se cruzaram durante a sua vida pública: colaboradores e adversários, amigos e rivais, apoiantes e críticos.
O livro arranca com a vitória para a Câmara de Lisboa em 1989, contra Marcelo Rebelo de Sousa e à frente de uma inédita coligação com o PCP e outras forças de esquerda. Segue-se a gestão da capital (1990-95), marcada pela reconstrução do Chiado, a Lisboa 94, o arranque da Expo'98, a erradicação das barracas e o primeiro Plano Diretor Municipal.
A Presidência da República (1996-2006) segue-se à vitória sobre Cavaco Silva. O livro revela os bastidores de anos de enorme agitação política, com cinco governos e quatro primeiros-ministros (António Guterres, Durão Barroso, Santana Lopes e José Sócrates), quatro legislaturas, três presidentes da Assembleia da República, mais de uma dúzia de líderes partidários, cinco ministros dos Negócios Estrangeiros e sete da Defesa Nacional. Três grandes crises políticas levaram-no a recorrer por duas vezes à chamada "bomba atómica": a dissolução da Assembleia da República. A primeira, quando António Guterres, com o parlamento empatado, se demitiu. A segunda decorreu da ida de Durão Barroso para presidente da Comissão Europeia e o convite a Santana Lopes para formar Governo. A terceira crise foi provocada pela governação de Santana Lopes. O livro documenta ainda o fim de um império de 500 anos, com a transferência de Macau para a China, acompanha o milagre da independência de Timor-Leste e revela pormenores desconhecidos da cimeira das Lajes que conduziu à guerra do Iraque.

 

Ler mais

Autor

José Pedro Castanheira

José Pedro Castanheira (Lisboa, 1952) é jornalista profissional desde 1974. Tem formação em Economia e uma pós‑ graduação em Jornalismo. Trabalhou em jornais como A Luta, O Jornal e, durante 28 anos, o Expresso. Foi presidente da direcção do Sindicato dos Jornalistas. Tem‑ se dedicado à grande reportagem e ao jornalismo de investigação, e ganhou alguns dos mais prestigiados galardões atribuídos em Portugal. É autor de uma dezena de livros, nomeadamente Quem Mandou Matar Amílcar Cabral? (1995, editado também em Itália e França); A Filha Rebelde (com Valdemar Cruz, 2003, editado também em Espanha e que deu origem a uma peça de teatro e a uma série televisiva); Os Dias Loucos do PREC (com Adelino Gomes, 2006); e Jorge Sampaio: Uma biografia (2 vols., 2012/2017). Na Tinta‑ da‑china, publicou A Queda de Salazar (com António Caeiro e Natal Vaz, 2018), Olhe Que Não, Olhe Que Não! (com José Maria Brandão de Brito, 2020) e Volta aos Açores em 15 Dias (2022), um diário de bordo que foi a sua primeira incursão fora dos quadros do jornalismo e que foi distinguido com o Grande Prémio de Literatura de Viagens APE — Maria Ondina Braga. Integrou o júri das Bolsas de Investigação Jornalística, concedidas pela Fundação Calouste Gulbenkian.


Ler mais