Partilhar

Ideias Sem Centro - Esquerda e Direita no Populismo Contemporâneo

Alexandre Franco de Sá

Em Stock



Desconto: 10%
16,93 € 18,80 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Pululam hoje pela indústria cultural, pelos círculos mediáticos e pela universidade estudiosos e opinion makers que fazem do populismo uma espécie de fascismo do século xxi. Após a Segunda Guerra Mundial, como é sabido, o “fascismo” deixou de ser tratado como uma corrente política e cultural para se transformar num cómodo “significante vazio” destinado a designar tudo quanto seja odioso e desprezível. Obscureceu-se o caminho de acesso ao fascismo histórico na mesma proporção em que emergiu um “fascismo eterno”. Do mesmo modo se passa hoje com o populismo. O conceito é mobilizado pejorativamente para designar um modo simplesmente ignóbil e repugnante de fazer política, e oferece-se como particularmente útil, em discussões acaloradas, para estigmatizar rapidamente adversários sem a maçada de demais discussões. Ora, esse modo de usar o conceito encerra um problema que não é despiciendo: ele não só ignora a história dos fenómenos caracterizáveis como populistas, muito variados, mas sobretudo tolda a possibilidade de encontrar no próprio conceito possibilidades à partida insuspeitadas e uma fecundidade inicialmente imprevista.»

Ler mais

Autor

Alexandre Franco de Sá

Alexandre Franco de Sá nasceu em Lisboa, em 1972. Estudou Filosofia na Universidade Católica Portuguesa, na Universidade de Lisboa, na Universidade de Freiburg (Alemanha) e na Universidade de Coimbra, onde fez o doutoramento e é Professor. Tem publicado, orientado estudantes e exercido atividade científica em várias universidades europeias e americanas e, em particular, participa do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Brasil). Publica sobre vários temas, mas tem-se dedicado, de forma mais especializada, à filosofia política contemporânea. É autor dos livros Metamorfose do Poder (Coimbra, 2004; Rio de Janeiro, 2012), O Poder pelo Poder (Lisboa, 2009) e Poder, Direito e Ordem: ensaios sobre Carl Schmitt (Rio de Janeiro, 2012). 

Ler mais