Partilhar

Desconto: 10%
17,99 € 19,99 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A metáfora sazonal que configura o título deste livro tem duas explicações: uma, de natureza biográfica - o autor escolheu o título quando me se deu conta de que em breve ia perfazer oitenta anos de idade -, e outra, de natureza cultural - há múltiplos sinais de que a literatura, a teoria e a crítica literárias têm sofrido, desde o último quartel do século XX, uma crise que se pode simbolizar na metáfora do Inverno (inclemência do clima, chuva e vento adversos, frio e névoa). As elegias e os obituários a que tem dado origem esta crise, em contraste com a Primavera e o Verão que a literatura foi na cultura europeia do século XIX e da primeira metade do século XX, representam tanatografias não apenas da literatura, da teoria e da crítica literárias, mas co-envolvem diagnósticos tanatográficos de uma cultura e de uma sociedade nas quais a escrita, a leitura e o livro eram valores fundacionais.

Foi contra este pessimismo cultural que foram escritos os ensaios deste volume, todos eles procurando conhecer e explicar as formas e os sentidos que, desde há quase trinta séculos, constituem a literatura ? memória do Ocidente e voz insubstituível da liberdade, dos sonhos e das misérias do homem.

Ler mais

Autor

Vítor Manuel de Aguiar e Silva

Vítor Aguiar e Silva (n.1939) foi professor catedrático da Universidade de Coimbra e da Universidade do Minho. Tem consagrado a sua atividade ao ensino e investigação à Teoria da Literatura, aos Estudos Camonianos e à Literatura Portuguesa do Maneirismo, do Barroco e do Modernismo.

As suas obras têm sido distinguidas com os mais prestigiosos prémios. A Universidade de Lisboa e a Universidade dos Açores concederam-lhe o título de doutor honoris causa. É académico de mérito da Academia das Ciências de Lisboa. A Universidade de Évora atribuiu-lhe o Prémio Vergílio Ferreira de 2002 e, em 2007, o seu contributo foi reconhecido com o Prémio Vida Literária, pela Associação Portuguesa de Escritores. No ano de 2012, a Universidade de Santiago de Compostela atribuiu-lhe a sua Insígnia de Oro. Em 2018 recebeu o prémio Vasco Graça Moura – Cidadania Cultural.


Em 2020, Vítor Aguiar e Silva é distinguido com o Prémio Camões – uma justa homenagem pelo seu contributo ímpar na excelência da Língua Portuguesa.

Ler mais