Partilhar

A Abundância Frugal como Arte de Viver - Felicidade, Gastronomia e Descrescimento

Extra Coleção

Serge Latouche

Em Stock



Desconto: 10%
15,21 € 16,90 €

Sinopse

Assistimos hoje à falência da felicidade quantificada tal como fora prometida pela modernidade. E, com ela, a um «crash» ecológico mais do que certo. Perante esta crise da sociedade do crescimento, é necessário inventar uma sociedade da «abundância frugal». A frugalidade elimina todo o consumo desnecessário: implica uma limitação voluntária das necessidades, mas não exclui o convívio ou uma certa forma de hedonismo. Esta reabilitação da alegria de viver implica desde logo uma reabilitação dos sabores. A gastronomia, entendida como a arte de bem comer graças a uma cozinha saudável e refinada, sem ser nem ascética nem orgiástica, faz parte, embora a ela não se resuma, desta arte de viver preconizada pela política do decrescimento.
Neste livro, Latouche mostra, com soluções práticas concretas e desejáveis, como o decrescimento não implica necessariamente um retrocesso, mas que, pelo contrário, pode potenciar a felicidade e o sentido de pertença dos indivíduos, ao mesmo tempo que enriquece a paleta de experiências sensoriais à nossa disposição.

Ler mais

Amostra

Autor

Serge Latouche

Serge Latouche (França, 1940) é professor emérito de Economia na Faculdade de Direito, Economia e Gestão Jean Monnet da Universidade de Paris XI (Paris-Sud) onde dirige também o Grupo de Pesquisa em Antropologia, Epistemologia e Economia da Pobreza. Lecciona igualmente no Instituto de Estudos do Desenvolvimento Económico e Social de Paris.
Foi fundador da associação «La ligne d'horizon», criada com base nas teorias do economista François Partant, que advoga um modelo de decrescimento sereno e sustentável.

Ler mais