Partilhar

Uma Grande Almoçarada

Jim Harrison

Em Stock



18,80 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Só agora me ocorreu que talvez não me seja permitido comer depois da minha morte.»

A lendária gula de Jim Harrison por comida e pela vida, em geral. E magníficas histórias gastronómicas.

Poeta, ensaísta e ficcionista prolífico, Jim Harrison foi um dos autores mais amados da América – o que se deve, também, aos seus textos sobre comida. Harrison (1937-2016) é conhecido como «o poeta laureado do apetite», e este livro reúne alguns dos seus melhores ensaios sobre comida, o prazer e a alegria da mesa, mas também a felicidade da partilha – desde o almoço francês com 37 pratos até à cómica peça sobre as colunas e os críticos de vinho, as evocações dos seus amigos e companheiros de comida (de Orson Welles a Jack Nicholson e Anthony Bourdain), o elogio do alho, a disputa entre vinhos tintos e brancos ou a «politização» da gastronomia. 

Harrison é sempre o grande amante da natureza, da poesia, herdeiro da tradição zen ou das influências de Walt Whitman, Dylan Thomas ou Rimbaud. E tanto escreve os mais belos poemas sobre pássaros e árvores ou sobre a intimidade com a natureza, como – muito politicamente incorreto – evoca um jantar, um delírio culinário, um menu ideal, uma digestão inesquecível. Imperdível. Uma obra de poesia, excesso, gozo e apetite.

«Harrison trata a comida com humor comum e curiosidade encantada: é uma refeição saborosa para os gulosos com uma inclinação literária» Publishers Weekly

«É um dos maiores escritores da América. Ler este livro é como sentar-se a uma mesa durante um grande almoço com os melhores e mais inteligentes amigos.» Salon

«Uma combinação culinária de Hunter S. Thompson, Ernest Hemingway e Sam Peckinpah…» The New York Times Book Review

«Opiniões entusiasmadas, irónicas e intransigentes de Harrison sobre como comer, beber e viver bem, num tom coloquial e generoso.» Boston Globe


Ler mais

Autor

Jim Harrison

Jim Harrison nasceu no Michigan em 1937 e foi um dos mais aclamados poetas, ficcionistas e ensaístas americanos. Escreveu também sobre crítica literária, viagens e desporto. Gastrónomo voraz e sem «ideologia gourmet», os seus textos sobre a matéria foram publicados pelo The New York Times, pela Esquire ou Playboy, e considerados um modelo no género. Publicou duas dezenas de romances (o filme Lendas de Paixão, com Brad Pitt, Anthony Hopkins e Julia Ormond, adapta um deles). Morreu em 2016, aos 76 anos, no Arizona (numa pequena cidade chamada Patagónia).

Ler mais