Partilhar

Uma estratégia orçamental sustentável para Portugal

Fora de Coleção

Paulo Trigo Pereira, Ricardo Cabral, Luís Teles Morais, Joana Andrade Vicente

Disponibilidade Imediata

Desconto: 10%
17,01 € 18,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Este livro surge num momento crítico da sociedade portuguesa e europeia. Em Portugal, após os sucessos orçamentais dos últimos dois anos, o Governo apresenta a sua estratégia orçamental para o país no Programa de Estabilidade 2018-2022, que se segue a um anterior algo restritivo e pouco realista.
Vários grupos profissionais realizam greves, apresentando ao Governo reivindicações que pressionam um aumento da despesa. Na Europa discute-se a reforma da arquitetura da União Económica e Monetária. É, pois, um tempo oportuno para debater a política orçamental do país. Este livro identifica a margem de manobra que Portugal deverá ter nos próximos cinco anos, e algumas das difíceis opções de política, no contexto de uma estratégia orçamental considerada sustentável do ponto de vista económico, social e político. Uma análise essencial para se decidir de forma responsável o nosso futuro coletivo.

Ler mais

Autor(es)

Paulo Trigo Pereira

Professor Catedrático do ISEG/Universidade Técnica de Lisboa (http://www.iseg.utl.pt/~ppereira). É autor de livros (Portugal: Dívida Pública e Défice Democrático (FFMS, 2012); O Prisioneiro, o Amante e as Sereias: Instituições Económicas, Políticas e Democracia (Almedina 2008); e Economia e Finanças Públicas (2012) este em co-autoria) e artigos científicos nas áreas de finanças públicas, escolha pública, instituições económicas e políticas. Foi investigador associado em várias Universidades (Amsterdam, Leicester, London School of Economics, New York University e Yale University). Tem sido o coordenador do Mestrado em Economia e Políticas Públicas no ISEG, e o responsável das disciplinas de Economia e Finanças Públicas e Public Economics (1º ciclo), Economia das Instituições, Análise Económica do Direito, Decisões Públicas e Financiamento Local (2º ciclo). Participou em vários projectos de investigação na área de finanças públicas e finanças locais tendo sido o Coordenador do Grupo de Trabalho para a Revisão da Lei das Finanças Locais (2/2007) e membro da Comissão para Reforma do Estado (2006). É cronista regular do jornal “Público”.

Ler mais

Ricardo Cabral

Ricardo Cabral é Professor Auxiliar da Universidade da Madeira, onde foi Vice-Reitor. É ainda diretor do IPP. Leciona e desenvolve a sua investigação sobre temas da macroeconomia, sendo coautor de duas propostas de reestruturação da dívida de Portugal, tendo publicado mais de 500 colunas e participado em mais de 50 conferências.

Ler mais

Luís Teles Morais

Luís Teles Morais é diretor executivo e investigador do IPP, onde tem trabalhado e coordenado projetos na área das finanças públicas, tendo produzido várias publicações. Tem tido intervenção na imprensa escrita e online sobre estes estes temas, bem como sobre questões europeias. Assistente Convidado no ISEG-UL.

Ler mais

Joana Andrade Vicente

Joana Andrade Vicente é investigadora no IPP, tendo participado em diversos projetos e publicado artigos com especial enfoque na área de gestão e finanças públicas. Mestre em Economia e Políticas Públicas pelo ISEG-UL, onde atualmente frequenta o programa de Doutoramento em Economia.

Ler mais