Partilhar

Desconto: 10%
4,41 € 4,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

13 Contos de Sobressalto, publicado originalmente em 1982, foi a primeira obra de Luísa Costa Gomes, tendo, no entanto, qualificado imediatamente a escritora lisboeta como um dos nomes mais promissores da sua geração. Autora de contos, romances e teatro, a sua obra possui uma linguagem própria e imaginários inquietantes e invulgares. Em 13 Contos de Sobressalto é impossível não sentir uma relação próxima com os personagens que povoam este livro, quer eles sejam totais desconhecidos como o Júlio de Fenomenologia dum espírito, ou a referência a figuras como Marylin Monroe ou Frankenstein.   Luísa Costa Gomes nasceu em Lisboa. Licenciada em Filosofia, foi professora do Ens. Secundário e dirigiu a FICÇÕES (revista de contos). É autora de romances, contos, crónicas e peças de teatro e libretos de ópera. O seu primeiro romance, O Pequeno Mundo, ganhou o Prémio Dom Dinis da Casa de Mateus e Olhos Verdes, o Prémio Máxima de Literatura. A obra Contos Outra Vez ganhou o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores. Publicou ainda, na Dom Quixote, os livros infantis A Galinha Que Cantava Ópera (2005), com ilustrações de Pierre Pratt, e Trava-Línguas (2006), com ilustrações de Jorge Nesbitt, o romance A Pirata (2006), sobre a aventurosa vida da pirata Mary Read, e o livro Setembro e Outros Contos (2007). O seu romance Ilusão (ou o que quiserem) (2009) recebeu, em 2010, o Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol, «pela inovação e ágil registo estilístico», como referiu em acta o júri, e o Prémio de Ficção do PEN Clube.


Ler mais

Autor

Luísa Costa Gomes

Luísa Costa Gomes nasceu em Lisboa, em 1954. Licenciou-se em Filosofia, foi professora do Ensino Secundário e dirigiu a FICÇÕES (revista de contos). É autora de romances, contos, crónicas e peças de teatro.

O seu primeiro romance, O Pequeno Mundo, ganhou o Prémio D. Diniz da Casa de Mateus e Olhos Verdes, o Prémio Máxima de Literatura. A obra Contos Outra Vez ganhou o Grande Prémio de Conto da Associação Portuguesa de Escritores. Publicou ainda, na Dom Quixote, os livros infantis A Galinha Que Cantava Ópera (2005), com ilustrações de Pierre Pratt, e Trava-Línguas (2006), com ilustrações de Jorge Nesbitt, A Pirata (2006), romance sobre a aventurosa vida da pirata Mary Read, e o livro Setembro e Outros Contos (2007). 

O seu romance Ilusão (ou o que quiserem) (2009) recebeu, em 2010, o Prémio Literário Fernando Namora/Estoril Sol, «pela inovação e ágil registo estilístico», como referiu em acta o júri, e o Prémio de Ficção do PEN Clube, ex-aequo com Dulce Maria Cardoso. Cláudio e Constantino (2014) venceu o Grande Prémio de Literatura dst e Florinhas de Soror Nada, a Vida de Uma Não-Santa (2018), o Prémio de Novela e Romance Urbano Tavares Rodrigues.

Ler mais