Partilhar

Torturem os Números que Eles Confessam - Sobre o mau uso e abuso das Estatísticas em Portugal, e não só

Coleção CES

Pedro Miguel Girão Nogueira Ramos

Em Stock



Desconto: 30%
13,23 € 18,90 €

Sinopse

Disponível também em Ebook.

Este é um livro sobre estatísticas e sua interpretação. Embora o livro subscreva que a estatística é um instrumento de progresso social, ao mesmo tempo denuncia o seu mau uso e interpretação nociva, não se coibindo de repor a verdade em muitos casos recentemente divulgados pelos media nacionais. Nele são abordadas questões como a necessidade de aumentar a produtividade, o PIB, a poupança, o peso e papel desejável do Estado nas economias, as Administrações Públicas e as perspetivas demográficas futuras. Nem sempre a má-interpretação das estatísticas é dolosa, sendo por vezes simplesmente negligente ou ignorante. O que não quer dizer, mesmo assim, que não possa ser perniciosa e servir objetivamente algum interesse, ou uma particular visão da sociedade. A estatística não é, nem pode ser colocada, ao serviço da publicidade, seja esta de empresas, estados ou ideologias. “Torturem os Números que Eles Confessam” centra-se num punhado de mal-entendidos, que se fundaram em estatísticas, e que têm uma enorme importância em alguns dos mais relevantes debates políticos e económicos contemporâneos. Entre muitos exemplos, mostra-se (a propósito da sustentabilidade dos sistemas de segurança social), que as estatísticas e as previsões demográficas nelas ancoradas, não dizem realmente o que se diz que dizem.

Ler mais

Autor

Pedro Miguel Girão Nogueira Ramos

Nasceu na Figueira da Foz em 1957. É economista e Professor Catedrático na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Tem um vasto leque de interesses, onde se destaca a Macroeconomia, os Estudos Regionais, a Análise Input-Output, e a produção e análise de Indicadores Económicos. Trabalhou para o Instituto Nacional de Estatística durante mais de uma década, tendo sido, no termo desse período, Diretor das Contas Nacionais. Foi membro da Comissão para a Análise das Contas Públicas (presidida por Vítor Constâncio), que determinou o défice público de 2001. Foi consultor do Eurostat em matéria de Contas Regionais. Foi Pró-Reitor da Universidade de Coimbra. É atualmente o diretor da Revista Portuguesa de Estudos Regionais.

Ler mais