Partilhar

Three Men in a Boat & Three Men on the Bummel

Jerome K. Jerome

Em Stock



Desconto: 10%
3,56 € 3,95 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Three Men in a Boat There are four of them - George, Harris, the writer himself and that dog, Montmorency - all participants in a boating expedition on the Thames. The difficulties and vicissitudes heaped upon these innocents develop to epic proportions as they experience the hazards of the great English waterway. Their problems are in no way diminished by the outrageous behaviour of Montmorency, who lays waste several riverside communities in the course of their journey. Three Men on the Bummel 'What is a bummel?' said George. 'How would you translate it?' 'A bummel,' I explained, 'I should describe as a journey, long or short, without an end; the only thing regulating it being the necessity of getting back within a given time to the point from which one started . . . ' After considerable indecision the bummel takes our heroes to Germany's Black Forest where they manage to disrupt the tranquil way of life usually enjoyed by the denizens, whose curious behaviour they closely observe and record in their account of this second epic journey. Even without that dog, chaos and mayhem reign supreme.

Ler mais

Autor

Jerome K. Jerome

Jerome K. Jerome (1859-1927), autor prolífico e um dos génios do humor britânico, tinha quatro grandes aspirações na vida: editar um jornal de êxito, escrever uma peça de teatro e um livro (ambos também com muito êxito) e ser membro do parlamento (com ou sem êxito era-lhe indiferente, supomos). Se falhou redondamente o último objectivo, cumpriu estrondosamente os restantes, e em condições difíceis: da penúria no East End londrino e da morte dos falidos progenitores à consagração com a publicação de Três Homens num Barco (1889), continuamente reeditado. Nas suas andanças neste mundo, abandonou a escola aos 14 anos e, depois de um sortido pouco lucrativo de trabalhos (em companhias ferroviárias, numa trupe teatral itinerante ou como jornalista ocasional), enveredou com garra pela escrita. Entre 1892 e 1897, editou a revista satírica The Idler, que reunia destacados escritores do seu tempo, entre os quais Mark Twain, e, já no auge da fama, deu palestras pelo mundo fora, dos EUA à Rússia e à Alemanha. A sua mordacidade e comicidade mirabolante fizeram dele um autor inesquecível.

Ler mais