Partilhar

Teoria das Organizações e da Gestão - Uma perspetiva histórica

Carlos Cabral-Cardoso, Miguel Pina e Cunha, Arménio Rego

Disponibilidade Imediata

Desconto: 10%
24,75 € 27,50 €

Detalhes do Produto

Sinopse

«Teoria» é palavra menosprezada e com pobre reputação em algumas discussões sobre gestão. Acusar um académico de teórico é dizer-lhe que não conhece o mundo real. Contudo, é pouco prático ignorar teorias. Quando boas, explicam a realidade. E, boas ou más, afetam o modo como os gestores se comportam. Más teorias conduzem a más práticas; boas teorias aumentam as boas práticas.

Este livro ajuda a compreender, numa perspetiva histórica, as várias teorias da gestão e o modo como afetaram as práticas. Mostra como teorias de outrora continuam a influenciar práticas de hoje. Aponta os avanços das novas teorias – mas fá-lo com espírito crítico. Especificamente, assinala que os excessos das organizações fordistas e tayloristas estão a ser retomados a coberto da transformação digital; que a gestão da felicidade dos trabalhadores está a gerar-lhes infelicidade; e que as organizações contemporâneas são muito diferentes das tradicionais, mas também muito semelhantes a elas. O livro sugere que as más semelhanças sejam removidas e as boas diferenças sejam cultivadas.

Como não há nada mais prático que uma boa teoria, este livro lança um repto aos pensadores e práticos da gestão: que contribuam para o desenvolvimento de organizações sustentáveis aos níveis económico, social e ambiental e criem serviços e produtos benéficos para o desenvolvimento das pessoas e das comunidades.

Ler mais

Autor(es)

Carlos Cabral-Cardoso

Ler mais

Miguel Pina e Cunha

Miguel Pina e Cunha é professor catedrático na Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa e director académico do The Lisbon MBA. É doutorado em Gestão pela Universidade de Tilburg e agregado em Teoria das Organizações pela Universidade Nova de Lisboa. Entre os seus livros mais recentes contam-se Liderança positiva(Sílabo, 2009), Sim, chefe (Sílabo, 2009), Empresa, progresso e contestação: O primeiro século de estudos organizacionais (Sílabo, 2010) e Porque não gosto do meu chefe (Sílabo, 2010). Assina uma coluna mensal no Jornal de Negócios. Recebeu o Prémio RH 2007 na categoria investigação, em conjunto com Arménio Rego. Pode ser contactado pelo endereço de e-mail mpc@fe.unl.pt.

Ler mais

Arménio Rego

ARMÉNIO REGO (armenio.rego@ua.pt) é doutorado e mestre em Organização e Gestão de Empresas. Ensina na Universidade de Aveiro. É autor e co-autor de 27 livros, em áreas como as organizações positivas, a liderança, a comunicação, a ética e responsabilidade social das organizações, e a gestão internacional de recursos humanos. Publicou várias dezenas de artigos em revistas nacionais e internacionais, incluindo Journal of Business Research, Journal of Organizational Change Management, Creativity and Innovation Management Journal, Journal of Happiness Studies, Journal of Humanistic Psychology e Service Industries Journal. Tem desenvolvido consultoria em comportamento organizacional e gestão de recursos humanos, e realizado dezenas de conferências, seminários, workshops e eventos de formação de executivos nas mesmas áreas. Foi agraciado com diversos prémios e menções honrosas, em Portugal e no estrangeiro.

Ler mais