Partilhar

Desconto: 10%
44,91 € 49,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

A cidade de Braga e os seus contrastes através da lente de Alfredo Cunha 

EDIÇÃO BILINGUE, PORTUGUÊS-INGLÊS

«Esta obra do fotógrafo Alfredo Cunha capta a cidade de Braga sob múltiplos ângulos, ao longo de uma interessante linha diacrónica que a surpreende em diferentes etapas. Nas primeiras páginas, encontramos a religião da ‘cidade dos arcebispos’ em várias alturas do ano. Segue-se uma cidade repleta de gente nova. Mas também de idosos, que, mesmo quando o frio aperta ou o calor não dá tréguas, enchem os lugares de sempre, sobretudo no centro histórico. Conhecida pela sua juventude, Braga é também uma cidade dinâmica do ponto de vista empresarial, graças a vários grupos inovadores que se têm internacionalizado. As diversas vivências culturais e as diferentes modalidades desportivas também estruturam este lugar que, longe da centralidade da capital, chama a si manifestações de inegável interesse e de projeção nacional. É assim, Braga, uma cidade de contrastes.» – Felisbela Lopes, Prefácio

Ler mais

Autor

Alfredo Cunha

Alfredo de Almeida Coelho da Cunha nasceu em Celorico da Beira em 1953.
Começou a carreira profissional ligado à publicidade e fotografia comercial em 1970. Tornou-se colaborador do jornal Notícias da Amadora em 1971.
Ingressou nos quadros do jornal O Século e O Século Ilustrado (1972), na Agência Noticiosa Portuguesa - ANOP (1977) e nas agências Notícias de Portugal (1982) e Lusa (1987). Foi fotógrafo oficial do Presidente da República António Ramalho Eanes, entre 1976 e 1978. Em 1985 foi designado fotógrafo oficial do Presidente da República Mário Soares, cargo que exerceu até 1996.
Foi editor de fotografia no jornal Público entre 1989 e 1997, altura em que integrou o Grupo Edipresse como editor fotográfico. Em 2000, tornou-se fotógrafo da revista Focus.
Em 2002, colaborou com Ana Sousa Dias no programa Por Outro Lado, da RTP2. Entre 2003 e 2012, foi editor fotográfico do Jornal de Notícias e diretor de fotografia da agência Global Imagens. Atualmente, trabalha como freelancer e desenvolve vários projetos editoriais. A sua primeira grande reportagem foi sobre os acontecimentos do dia 25 de abril de 1974.
Alfredo Cunha recebeu diversas distinções e homenagens, destacando-se a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique (1995) e as menções honrosas atribuídas no Euro Press Photo 1994 e no Prémio Fotojornalismo Visão|BES 2007 e 2008. Realizou várias exposições individuais e coletivas de fotografia, como Da Descolonização à Cooperação (1983) e Portugal Livre (1974). Das dezenas de livros de fotografia que já publicou destacam-se Raízes da Nossa Força (1972), Vidas Alheias (1975), Disparos (1976), Naquele Tempo (1995), O Melhor Café(1996), Porto de Mar (1998), 77 Fotografias e um Retrato (1999), Cidade das Pontes (2001), Cuidado com as Crianças (2003), A Cortina dos Dias (2012), Os Rapazes dos Tanques(2014), Toda a Esperança do Mundo (2015), Felicidade (2016) e Fátima ? Enquanto Houver Portugueses (2017).
Alfredo Cunha fotografa com máquinas Fujifilm X e é um dos X Photographers da Fujifilm Global.

Ler mais