Partilhar

O Paroxista Indiferente: conversas com Philippe Petit

Biblioteca 70

Jean Baudrillard

Disponibilidade Imediata

Desconto: 20%
11,12 € 13,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

O paroxítono, cujo equivalente literal em latim é «penúltimo», caracteriza na prosódia a penúltima sílaba. O paroxismo seria, pois, o penúltimo momento, isto é, não o final, mas aquele exactamente antes do fim, precisamente antes de não haver mais nada a dizer.
Neste sentido, o paroxista liga-se aos fenómenos extremos, mas não separa a ilusão do fim; vive na iminência desse fim. Não é fanático, nem prosélito, nem exorcista: apenas a violência do paroxismo e o encanto discreto da indiferença. Apenas o equilíbrio entre os extremos, nos confins da indiferença onde ainda brilha um luar de desespero. É, também, a imagem deste mundo.

Ler mais

Autor

Jean Baudrillard

Jean Baudrillard (1929-2007), filósofo, sociólogo, professor emérito da Universidade de Paris e um dos intelectuais franceses mais lidos no mundo, é considerado um dos grandes teóricos da pós-modernidade. Foi professor de alemão do ensino secundário durante vários anos e tradutor da poesia de Brecht e do teatro de Peter Weiss. Em 1966, defendeu a sua tese em Sociologia e no mesmo ano ingressou na Universidade de Paris X Nanterre como professor assistente. Foi neste departamento de Sociologia, onde era professor, que começou a surgir o movimento do Maio de 68, que levou muitos docentes a abandonarem o ensino. Em 1970, Baudrillard começou a orientar teses na área de Sociologia. A sua obra não tem uma classificação evidente, uma vez que aborda múltiplos campos disciplinares, nomeadamente, a hiper-realidade, a comunicação e os media, mas é habitualmente considerada bastante pós-moderna.

Ler mais