Partilhar

O Demónio das Imagens - Sobre Aby Warburg

António Guerreiro

Indisponível

Desconto: 20%
8,80 € 11,00 €

Sinopse

Reúnem-se neste livro sete textos: cinco sobre Aby Warburg, escritos entre 2002 e 2012, mais dois textos sobre fotografia, respectivamente de 2014 e 2017, que autonomizei numa secção a que chamei “Anexos”. Trata-se de dois textos que desenvolvem questões relacionadas com aspectos da concepção warburguiana das imagens; por isso os incluí neste livro.

Os dois primeiros textos da secção principal do livro, Os Arquivos da Memória e A Biblioteca, o Labirinto, o Hipertexto, foram publicados no volume Enciclopédia e Hipertexto (edição de Olga Pombo, António Guerreiro e António Franco Alexandre, Edições Duarte Reis, Lisboa, 2006), que reunia um conjunto de estudos realizados no âmbito de um projecto de investigação, “Enciclopédia e Hipertexto”, dirigido pela Professora Olga Pombo, a quem tenho de agradecer a oportunidade que me deu de me iniciar na obra de um inclassificável estudioso e investigador que representou, no século XX, as ciências humanas, na sua mais elevada ambição. Na altura em que entrei em contacto com a obra e a figura de Aby Warburg, estávamos ainda no início da redescoberta que lhe ditou a enorme fortuna que, em vários campos e não apenas no campo específico da história da arte, teve desde a viragem do século. O terceiro texto, Um Sismógrafo da Cultura, foi publicado na Revista de Comunicação e Linguagens (“Escrita, Memória, Arquivo”, nº 40, Outubro de 2009), um número organizado por Maria Augusta Babo (a quem agradeço o convite que me fez) e José Augusto Mourão. A Memória das Imagens e a Esterilização da Cultura é uma comunicação apresentada no colóquio internacional “Da Civilização da Palavra à Civilização da Imagem” (e, como tal, incluído no volume das actas, publicado em 2013, org. de Olga Pombo e António Guerreiro), organizado por Olga Pombo, numa parceria entre o Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa e o Institut Franco-Portugais. O último texto dedicado a Warburg, Warburg e Benjamin: uma silenciosa proximidade, foi apresentado em Belo Horizonte, no III Colóquio Internacional do Núcleo W. Benjamin, da Universidade Federal de Minas Gerais, cujo tema era “Nachleben, Escrita e Imagem” que teve lugar entre 26 e 28 de Setembro de 2012 (os meus agradecimentos vão para Sabrina Sedlmayer). Uma versão diferente deste texto, elaborada numa fase inicial da minha incursão pelos territórios onde Warburg e Benjamin se encontram, tinha sido apresentada num colóquio, organizado pelo Centro de Estudos de Comunicação e Cultura, da Universidade Católica de Lisboa, em 15 e 16 de Abril de 2010 (o colóquio teve como título “Aby Warburg. Qual o Tempo e o Movimento de uma Elipse?”) e foi organizado por Anabela Mendes, Isabel Matos Dias, José Miranda Justo e Peter Hanenberg; a todos devo um agradecimento, uma vez que estão na origem deste texto que haveria de ser sujeito a uma grande reformulação.
Quanto aos dois textos incluídos na secção “Anexos”, o primeiro, A Exasperação da Fotografia, é de 2017, e foi incluído no livro-catálogo da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira, que decorreu entre 15 de Outubro de 2016 e 22 de Janeiro de 2017, com curadoria-geral de David Santos (a quem devo, portanto, agradecer a existência deste texto). O último texto, Uma História de Fantasmas. Sebald Reescrito por Daniel Baufuks foi escrito a convite de Daniel Blaufuks (a quem deixo também o agradecimento), para integrar o livro Toda a Memória do Mundo, que acompanhou a exposição homónima no MNAC — Museu do Chiado, de Dezembro de 2014 a Março de 2015.

Alguns textos surgem aqui com um título diferente daquele que tinham na versão original. A reunião dos textos  — e portanto a colocação dos títulos numa sequência — tornou necessárias alguma reformulações e alterações que, no entanto, deixam sempre o título original reconhecível.

Ler mais

Autor

António Guerreiro

Ler mais