Partilhar

Nova Antologia Pessoal

Jorge Luis Borges

Em Stock


Desconto: 10%
15,93 € 17,70 €

Sinopse

Brilhante na sua forma, precisa no conceito, feliz e amável na sua expressão, a poesia de Jorge Luis Borges é um legado dos deuses da poesia aos melhores leitores do género – e aos admiradores do grande autor argentino e universal. O mesmo se pode dizer da sua prosa. Este livro reúne os poemas, os contos, os relatos e os ensaios que Jorge Luis Borges escolheu na fase final da sua vida. É uma antologia definitiva, grandiosa, convocando os melhores versos e a melhor parte da sua obra em prosa ficcional e não-ficcional. Constitui um testamento literário do autor de Ficções, de O Livro de Areia e de O Aleph, um repositório da magia que atravessa a sua obra, um tributo ao mais clássico e portentoso da obra de Borges – o grande mago da literatura e dos seus enigmas.

Ler mais

Autor

Jorge Luis Borges

Jorge Luis Borges nasceu em Buenos Aires, em 1899. Cresceu no bairro de Palermo, «num jardim, por detrás de uma grade com lanças, e numa biblioteca de ilimitados livros ingleses». Em 1914 viajou com a família pela Europa, acabando por se instalar em Bruxelas, e posteriormente em Maiorca, Sevilha e Madrid. Regressado a Buenos Aires, em 1921, Borges começou a participar ativamente na vida cultural argentina. Em 1923, publicou o seu primeiro livro – Fervor de Buenos Aires –, mas o reconhecimento internacional só chegou em 1961, com o Prémio Formentor, seguido por inúmeros outros. A par da poesia, Borges escreveu ficção (é sem dúvida um dos nomes maiores do conto ou da narrativa breve), crítica e ensaio, géneros que praticou com grande originalidade e lucidez. A sua obra é como o labirinto de uma enorme biblioteca, uma construção fantástica e metafísica que cruza todos os saberes e os grandes temas universais: o tempo, «eu e o outro», Deus, o infinito, o sonho, as literaturas perdidas, a eternidade – e os autores que deixam a sua marca. Foi professor de literatura e dirigiu a Biblioteca Nacional de Buenos Aires entre 1955 e 1973. Morreu em Genebra, em junho de 1986.

Ler mais