Partilhar

Álvaro Cunhal

Adelino Cunha

2 dias

Desconto: 10%
19,98 € 22,20 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Quem foi o homem por detrás do mito?

Álvaro Cunhal nasceu em 1913 no seio de uma família burguesa, mas acabou por aderir ao Partido Comunista Português ainda na juventude e cedo se destacou entre os jovens revolucionários formados por Bento Gonçalves. Como foram as suas relações familiares neste período? O que representou para os pais a sua conversão ao comunismo? Como chegou ao PCP e como se relacionou com os adversários políticos? O mergulho na clandestinidade e a disciplina de ferro que demonstrou nas torturas que sofreu depois de regressar da Guerra Civil de Espanha marcaram a sua aura revolucionária. Ascendeu a líder dos jovens comunistas portugueses e depois a secretário-geral do PCP numa disputa calada com Júlio Fogaça durante os anos de combate ao Estado Novo. O que se passou entre ambos? Quais as razões que levaram ao apagamento histórico do vencido? Na sequência da célebre fuga do Forte de Peniche, em 1960, Álvaro Cunhal exilou-se na União Soviética, tendo regressado a Portugal apenas depois do 25 de Abril. Este livro também retrata em detalhe o seu quotidiano em Moscovo, com testemunhos dos companheiros de exílio e revelações inéditas da sua irmã Eugénia Cunhal, da filha Ana Cunhal, e da companheira na clandestinidade, Isaura Moreira. Originalmente publicada em 2010 e incluída no Plano Nacional de Leitura, a reedição desta biografia, revista e aumentada, apresenta uma perspectiva intimista e única de Álvaro Cunhal.

Ler mais

Autor

Adelino Cunha

Adelino Cunha, jornalista, historiador e professor de História Contemporânea e de Jornalismo da Universidade Europeia – Laureate Internation Universities. Nasceu em 11 de Maio de 1971, em Lisboa. Licenciou-se em História na Universidade Lusíada e doutorou-se em História Contemporânea na Universidade de Lisboa, no âmbito do Programa Interuniversitário de Doutoramento em Lisboa (Universidade de Lisboa, Universidade Católica Portuguesa, Universidade de Évora, Instituto de Ciências Sociais e ISCTE). 

Ler mais