Partilhar

Indisciplina e Violência na Escola - Práticas Comunicacionais para Professores e Pais

Psicologia

Feliciano H. Veiga

Em Stock


Desconto: 20%
14,32 € 17,90 €

Detalhes do Produto

Sinopse

Este livro foi crescendo, ao longo de vários anos, de situações de trabalho com professores e pais, esforçados em transformar as escolas em lugares mais humanos, onde todos possam ser felizes - trabalhando, aprendendo e convivendo, libertos das situações de indisciplina, violência e bullying que, adquirindo formas crescentes, constituem um dos maiores problemas nas escolas actuais. Estamor perante a 3.ª edição (revista e ampliada) de um livro com interesse para professores, pais, psícológicos escolares e outros agentes educativos. Mais centrado nas perspectivas de intervenção psicológica da indisciplina, na violência e no bullying, as ideias nele contidas podem ser também aplicadas na investigação e na Educação em geral.

Nota Preambular à 3.ª Edição

Quando, há 6 anos, fui convidado para a publicação deste livro, não me ocorreu que um dia haveria de passar por uma 3.a edição. Algumas razões me surgem, agora, como salientes: o aumento dos comportamentos de indisciplina e de violência em certas escolas e a falta de respostas da escola actual para uma educação de qualidade a todos os alunos, sem discriminação.
Em vários países, as escolas estão hoje confrontadas com níveis de indisciplina que, por vezes, tornam difícil um clima propício ao ensino e à aprendizagem. O Conselho Europeu assinalou, em 1989, que a violência nas escolas constituía um problema escolar e declarou a necessidade de os sistemas educativos se preocuparem em educar para a pai. Em estudos entre nós, a indisciplina aparece como a principal causa de insatisfação e stresse na profissão docente, embora a violência ou o bullying não constituam, ainda, um problema sistemático, dada a sua ocorrência mais esporádica.
A avaliação de tais ocorrências tem sido feita de formas variadas e com diferentes graus e tipos de estruturação, ora por iniciativas mais ocorridas na escola, ora mais ligadas a estruturas do poder central (observatórios de violência escolar existentes em vários países), ora mais derivadas de centros de investigação específica. Os contributos derivados dos diferentes tipos e avanços da avaliação poderão contribuir para o enriquecimento da construção de metodologias de intervenção, com repercussões na análise e na explicação de elementos empíricos encontrados. Em tal contexto, surgiu o interesse pela inclusão, nesta 3.ª edição, de aspectos complementares, como: bullying nas escolas; competências para lidar com a agressão na escola; parcerias entre a escola, a família e a comunidade: e avaliação da indisciplina e da violência. Por último, na revisão desta edição, procurou-se, ainda, a actualização de referências e de elementos informativos acerca de investigações realizadas.
Lisboa, 15 de Janeiro de 2007
Feliciano H. Veiga

Ler mais

Autor

Feliciano H. Veiga

FELICIANO H. VEIGA, natural de Soutelo do Douro, é doutorado em Psicologia da Educação (1991), pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), onde lecciona. É autor do livro Transgressão e Autoconceito dos Jovens na Escola (1995), do livro com o título Feições de Paideia: Pedaços de Psicologia Poética (2000), de capítulos de livros, de vários artigos e tem apresentado diversas comunicações em congressos nacionais e internacionais. Membro do Centro de Investigação em Educação da FCUL, tem realizado projectos de inovação educacional e investigação sobre a realização dos jovens e dos professores. É presidente do Conselho da Associação Nacional para o Estudo e Intervenção na Sobredotação. É membro do Conselho Executivo da Federação Nacional da Educação (FNE). Tem vários poemas publicados em antologias de Poesia Portuguesa Contemporânea, versado sobretudo temas ligados à Educação. Em 1999, foi eleito presidente do Comité Ibero-Latino-Americano da International School Psychology Association.

Ler mais